DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Somente a solidariedade pode atenuar a tragédia

Domingo,15, foi um dia de mobilização e solidariedade para a comunidade brasileira em Broward. Pelo menos 110 voluntários uniram-se, e trabalharam em diversos pontos do condado em torno da mesma causa: ajudar a jovem Creuzenir da Silva Cores, de 20 anos, a voltar para o Brasil.

Em outubro, Creuzenir sofreu um acidente de moto e teve uma lesão cerebral grave, que a dei-xou em coma, e com atrofias nos braços e nas pernas. Com um tratamento previsto de longa duração, agora recuperada do coma, ela precisa ser transportada para o Brasil em uma UTI aérea, que custa $52 mil.

Creuzenir havia chegado aos Estados Unidos menos de um mês antes, e saiu para dar uma volta na garupa da moto de um amigo, quando um carro que fazia o retorno atropelou a moto. Rogério, o rapaz que pilotava a moto, morreu 21 dias depois do acidente. Creuzenir entrou em coma profundo, e agora se recupera no North Broward Hospital, na Sample Road.

Nascida no Mato Grosso, Creuzenir vivia na cidade de Vilhena, em Rondônia, onde mora também a mãe, Maria Lúcia da Silva. Cabeleireira e massagista profissional, Creuzenir veio para os Estados Unidos em busca de uma vida melhor. Aqui já moram o pai, Milton Braz Cores, e o irmão Nilton da Silva. Creuzenir nem teve tempo de encontrar um trabalho e organizar sua vida. Após o acidente, com a ajuda daqueles que se comoveram com a história trágica, Maria Lúcia conseguiu vir para os EUA para ficar ao lado da filha.

O problema, no entanto, é que a jovem precisa agora ser submetida a tratamento de fisioterapia, e não há previsão de conclusão do tratamento. “Ela não levanta, não fica de pé, tem muito poucos movimentos de braços e pernas. Segundo os médicos ela sabe o que está se passando, mas por causa da lesão no cérebro, também não fala”, conta Maria Lúcia, que deixou no Brasil um filho de 15 anos. “Queremos levar ela para o Brasil para ficar perto da família. Viver em um país que não é o nosso, sem falar a língua, em uma situação dessas, é muito difícil”, diz Maria Lúcia.

Durante todo o domingo 110 voluntários arrecadaram dinheiro nos principais pontos onde há freqüência de brasileiros. A campanha “Ajude a levar Creuzenir para casa” começou com a iniciativa de Antonio Neto, um brasileiro que é voluntário no hospital onde a jovem está internada, e logo conseguiu o apoio do empresário Almir Leão, proprietário da Padaria 2000.

Almir estima que neste domingo(15), embora não haja ainda um cálculo final, foi arrecadado um valor um pouco superior a $20 mil. Ele está confiante que, em breve, será possível alcançar a meta dos $52 mil. “Nada disso seria possível sem a colaboração de todos. O primeiro mérito é da comunidade brasileira”, disse Almir.

Ele tomou conhecimento do caso de Creuzenir poucos dias antes de seu filho, de 16 anos, pegar uma moto para “dar uma voltinha”. “Fiquei tão nervoso, que no dia seguinte decidi levá-lo ao hospital onde Creuzenir está internada, para que visse o que poderia ter acontecido com ele. Mas não esperava que o estado dela fosse tão chocante, e aí decidi fazer alguma coisa”, conta Almir.

A decisão de iniciar uma campanha aconteceu, segundo Almir, depois da informação do Consulado Brasileiro de que não seria possível ajudá-la com o transporte aéreo para o Brasil. “Não sei qual foi o motivo, e não quero entrar nesse mérito, mas a partir desse momento vimos a necessidade de fazer algo para ajudar. Procurei o Antonio Neto da igreja Batista e começamos a nos organizar, buscando apoio de líderes da comunidade, igrejas católica e evangélica. Foi o meio mais rápido de chegar às lideranças”, explica Almir.

As equipes de voluntários foram divididas em quatro áreas: de Boca Raton até a região do Brazilian Depot, Hillsboro, Sample Road e da área do restaurante Feijão com Arroz até a igreja católica. “Todo o comércio brasileiro colaborou financeiramente e cedeu lanche para nossos voluntários. Foram muito generosos porque, na verdade, pedimos apenas para utilizar os espaços. As camisetas foram doadas pela Gráfica Brasileira. Mas preferimos, por enquanto, não citar nomes para não sermos ingratos com ninguém. Pessoas que nunca vi na vida se empenharam em ajudar. Isso é muito bonito em nossa comunidade, e somos muito gratos a todos”, diz Almir.

Também no domingo(15), foi realizado em um parque em Boca Raton o “Encontro da Família”, com brincadeiras e atividades para crianças. O encontro reuniu voluntários e organizadores da campanha e funcionários do hospital onde está internada Creuzenir, com o objetivo de arrecadar fundos para a campanha.

No dia 28 será realizado sorteio de uma moto, no Brasil Original, também com renda revertida para a campanha de Creuzenir. “Todos que estão comprando os bilhetes para o sorteio estão comprando pacotes de $500. São como sponsors, patrocinadores de uma causa beneficente”, explica Almir.

A moto foi doada por Henrique Hoffman, pai do jovem João Hoffman, de 13 anos, que faleceu recentemente vítima de câncer. A moto pertencia a João, que praticava motocross. Quem quiser participar da campanhar “Ajude Creuzenir a voltar para casa” pode fazer doações de qualquer valor. Foi aberta uma conta fund raiser (específica para doações filantrópicas) no Bank of America. Os depósitos devem ser feitos em nome de Maria Lucia da Silva, na conta n° 229003977076.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
153