DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Senadores declaram-se contra liberação de imigrantes ilegais

Três senadores americanos pressionaram oficiais do governo para dar um fim na prática da Patrulha da Fronteira de liberar milhares de imigrantes ilegais. A atitude foi justificada pela preocupação dos políticos em relação ao crescente número de imigrantes ilegais vindos de outros países, além do México.
O Senador Jeff Sessions, republicano do Alabama e ex-promotor de justiça. Ele compara essa onda de imigração ilegal vinda da América do Sul e Central com a audácia dos traficantes de drogas que não têm medo de serem presos.
Segundo ele, aqueles que atravessam a fronteira ilegalmente pelo México não têm medo da Patrulha da Fronteira. A maioria dos cerca de 90.000 não-mexicanos detidos desde 1º de outubro vem do Brasil, Honduras, El Salvador e Guatemala. Pela falta de espaço, enquanto aguardam deportação, muitos recebem uma data para comparecer à Corte e são liberados.

Jeff Sessions justificou seu argumento com dados de uma pesquisa que dizia que 98 por cento dos não-mexicanos liberados e com data marcada para Corte não comparecem, desaparecem nos Estados Unidos e se tornam parte da população de imigrantes ilegais, estimada em um número recorde de 12 milhões.
O senador Jon Kyl, republicano do Arizona, sugeriu estender o processo de Remoção Expressa, que coloca os imigrantes ilegais em rápido processo de deportação, para os outros setores da fronteira mexicana, o mais rápido possível.

Já o senador John Cornyn, republicano do Texas, disse que a situação na fronteira é “inaceitável e precisa mudar”. (Fonte: CN).

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
197