DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Relatório do DHS apontará cidades que não colaborarem com o ICE

Foto: DHS publicação.

O Departamento de Segurança Interna (Department of Homeland Security) emitiu nesta segunda, 20, o primeiro relatório com os resultados das detenções recusadas do U.S. Immigration and Customs Enforcement (ICE), exigido pela ordem executiva “Enhancing Public Safety in the Interior of the United States” (Segurança Pública no interior dos Estados Unidos), assinada em 25 de janeiro pelo presidente Donald Trump.

Segundo o DHS, tal relatório será emitido semanalmente para destacar as jurisdições que optarem por não cooperar com as detenções ou pedidos de notificação do ICE, e que colocam, portanto, os americanos em risco ao liberar para as ruas um imigrante com ficha criminal.

“Quando as agências de aplicação da lei não honram com as detenções de imigração e liberam criminosos graves, isso mina a capacidade do ICE de proteger a segurança pública e cumprir sua missão”, disse Thomas Homan, diretor interino do ICE.

Segundo a lista, as autoridades migratórias emitiram 3.083 ordens de prisão contra imigrantes acusados ou condenados por crimes entre os dias 28 de janeiro e 3 de fevereiro. Do total, 157 não foram cumpridas devido à negativa da polícia local dos condados ou das “cidades santuários”, munícipios nos quais os governos se negam a informar o status migratório dos presos para evitar deportações.

O ICE apreende estrangeiros que estavam presos por acusações criminais locais ou que estão sob custódia local e seriam libertados, mantendo-os sob custódia da agência até que seja dada a ordem de deportação.

O diretor enfatiza que o objetivo da agência de imigração é construir relações cooperativas e respeitosas com as autoridades locais para aplicação da lei. “Vamos continuar a colaborar com eles para ajudar a garantir que os estrangeiros ilegais que podem representar uma ameaça para as nossas comunidades não sejam libertados para potencialmente prejudicar indivíduos que vivem dentro de nossas comunidades”, afirmou.

O DHS explicou em nota ainda que, a presença do nome de uma jurisdição no relatório não é um fator exclusivo para determinar o nível de cooperação desse local com o ICE. O objetivo principal do relatório é fornecer ao público informações sobre as ações criminais cometidas por estrangeiros e qualquer jurisdição que não honrar com pedidos de detenção ou de notificação com relação a tais estrangeiros.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Tags: ,,,,

Gazeta News
Gazeta News
236