DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Raiva, um sentimento nocivo

Nos últimos dias muita gente tem comentado sobre esse sentimento que tantas vezes acabam em tragédias. A novela “Do Outro Lado do Paraíso”, exibida pela Rede Globo, tem retratado muito esse assunto através do Gael, personagem interpretado pelo ator Sergio Gizé.
Sentimento que leva as pessoas a terem atitudes bastante comprometedoras, podendo até, em um ato impensado, acabar em uma tragédia. Sem contar que pode deixar marcas profundas em quem sofreu o ataque de raiva.
É sempre bom lembrar que mesmo não querendo tratar como doença, é uma doença da alma, e que devemos sim buscar ajuda para combater.
Muitas vezes perdemos amigos, pessoas que amamos e até mesmo caminhos importantes na vida por conta desse ato que nos toma de uma maneira incontrolável. E o pior de tudo é que depois vem o arrependimento, que é outro sentimento muito dolorido.
Difícil tratar? Sempre é, mas nada é impossível quando se quer vencer. Vou dar algumas dicas para melhorar e quem sabe até conseguirmos lidar bem com a RAIVA, não custa tentar.

Cinco passos para controlar a Raiva.

Passo 1: Admita a raiva
Esse primeiro passo, pois é muito fácil saber que está com raiva, não é? Nem tanto. Não é sempre fácil admitir que sim, estamos irritados, e fica pior se alguém diz: “você está bravo”. Nesse momento então ficamos ainda mais nervosos. Isso porque aprendemos que a raiva, ou ira, é um sentimento muito ruim, e que devemos sempre nos controlar. No entanto, enquanto você não admite que está com raiva, vai tomar decisões precipitadas das quais irá se arrepender depois.

Passo 2: Segurando a explosão
A raiva em si só já pode ser muito destrutiva, mas o pior é que quando estamos dominados por ela agimos impulsivamente, falamos o que não devíamos, magoamos as pessoas que amamos, nos envolvemos em brigas e até destruímos coisas de valor. Isso torna imprescindível que você aprenda a controlar os acessos de raiva.

Passo 3: Identificando o motivo da raiva
Faça uma reflexão sobre o que está te deixando zangado.
Em primeiro momento parece uma resposta simples: “estou nervoso com o que ouvi e não gostei”. Mas a questão é o que exatamente essa pessoa fez para te deixar com raiva?
Será que realmente é um motivo tão forte para você perder a cabeça?
Será que uma resposta que não foi positiva é motivo para tanto?
Será que o jeito que a pessoa te olhou já é motivo suficiente para tal aborrecimento?
· A raiva é simplesmente uma manifestação de agressividade, uma forma de ataque e atacamos justamente por nos sentirmos ameaçados. Em muitos casos a pessoa que nos ofendeu não tinha essa intenção e foi exatamente nossa interpretação errada da realidade que fez com que acreditássemos que o outro estava nos agredindo.

Passo 4: Analisar outras opções.
Sempre podemos fazer escolhas, claro que muitas vezes todas as opções são ruins, mas é claro devemos tentar escolher a opção “menos pior”
Veja se não é a melhor solução conversar ou até mesmo tentar achar uma forma passiva de colocar suas ideias, ou simplesmente optar por aquela velha frase: “você fica com sua razão e eu com a minha Paz”.

Passo 5: Tomar uma atitude coerente
Depois de se acalmar, entender o motivo de sua raiva, analisar as suas opções e prever as consequências delas, chegou a hora de escolher como agir. Se você seguiu esses passos é provável que já tenha controlado a sua raiva e, com toda certeza, estará entrando para uma fase de autoconhecimento e equilíbrio, será muito importante para você. Aos poucos sua vida vai se tornar mais leve e com muito menos sentimentos de dor.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]

Tags: ,

Samantha Di Khali
Samantha Di Khali
Psicóloga, radialista e empresária, é gaúcha, mas reside em São Paulo. Mais de 18 anos de experiência em grandes rádios e TV brasileiras. Atualmente é colunista do portal Band.com.br.
227