DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Programa de controle de imigrantes

Os empresários norte-americanos estão insatisfeitos com um programa do governo federal, elaborado para detectar se os documentos apresentados pelos imigrantes para trabalhar são falsos, segundo o Washington Post.

O programa, denominado Image, permite que os funcionários da agência de Imigração e Aduanas (ICE) verifiquem se os números do Seguro Social que os trabalhadores imigrantes apresentam estão em dia.
O governo argumenta que dessa forma, os empresários evitarão que os agentes do ICE derrubem as portas de seus negócios para inspecionar se seus empregados estão habilitados para trabalhar.

O jornal apontou que os empresários estão de acordo em entrar para o programa, que é de caráter voluntário, mas primeiro querem que o governo norte-americano aprove uma reforma migratória para regularizar as pessoas sem documentos que vivem nos Estados Unidos.
Segundo os empresários norte-americanos, nos Estados Unidos vivem 12 milhões de pessoas sem documentos, as quais representam 5% da força de trabalho norte-americana.

Empresários de setores como a agri-cultura, a construção e a indústria dos serviços argumentam que sem a mão-de-obra barata dos imigrantes, seus lucros são menores e os preços são aumentados para o consumidor.

Craig Regelbrugge, porta-voz de um grupo de empresas agrícolas, sanitárias e de reformas de casas, disse ao Washington Post que atualmente “há 1,6 milhão de empregos” que os norte-americanos não estão dispostos a trabalhar pelos respectivos salários.
Regelbrugge acrescentou que os empresários se negam a entrarem no programa antes que a Casa Branca e o Congresso aprovem uma reforma migratória.

Tanto o presidente norte-americano, George W. Bush, como os chefes da bancada de parlamentares democratas que controlam o Congresso, manifestaram recentemente a intenção de aprovar uma reforma migratória em 2007.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
153