DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Primeiro passo para o sucesso: construir um orçamento

Recebo muitas perguntas sobre como ter sucesso nas finanças e, sim, existem muitos caminhos, mas nenhum mais importante que o primeiro: construir um orçamento.
Criar um orçamento familiar é mais difícil do que um orçamento pessoal, uma vez que será necessário determinar tanto as necessidades, como as despesas, de várias pessoas e da casa como um todo. E como começar?

1. Faça uma reunião familiar
Comece por fazer uma reunião familiar logo no início do mês para melhor definirem as prioridades, para saber quanto está a ser gasto e em quê e quanto dinheiro terá de ir para onde. Se tem filhos, será uma ótima oportunidade para lhes ensinar a gerenciar as suas finanças pessoais com cuidado e de forma responsável.

2. Crie categorias de despesas
• Moradia: Hipoteca ou aluguel, seguros, luz, água, gás, TV e internet, manutenção e taxa de seguro;
• Alimentação: comida e refeições fora;
• Transportes: seguro automotivo, gasolina, prestação de automóvel, passes, estacionamento, imposto do automóvel, revisões;
• Educação: manuais, material, tutores, mensalidades, etc;
• Saúde: consultas, farmácia, análises, exames e seguro de saúde;
• Vestuário: roupa, calçado, lavagens a seco, etc;
• Lazer: férias, desporto, livros, cinema, teatro, música, escapadinhas;
• Despesas pessoais: cabeleireiro, celular, seguro de vida.

3. Crie uma categoria para a poupança
Categorize todas as despesas, bem como a poupança. Afinal, não se pode esquecer de colocar algum dinheiro de lado e aumentar a poupança. Esse dinheiro pode ser importante para fazer face a imprevistos e despesas extras, evitando assim recorrer a créditos pessoais e empréstimos.

Tratar a poupança como uma despesa fixa facilita o processo, pois esta deixa de ser vista como uma mera possibilidade, mas sim como uma verdadeira obrigação. Seja realista quanto a esta categoria. Por muito pouco que seja o dinheiro que vai para a poupança, este continua a ser uma contribuição.

4. Defina despesas essenciais e secundárias
Agora está na hora de saber qual é o dinheiro que não está bem empregado em seu orçamento. Faça cortes, substitua…
5. Crie objetivos
Para que o orçamento familiar tenha um propósito além de controlar o que acontece ao dinheiro, crie objetivos a serem cumpridos de modo a que o dinheiro seja bem gerenciado. Se assim for, não só educará os seus filhos como também terá mais dinheiro disponível ao final do mês (assumindo que tem sucesso com estes objetivos).

6. Reduzir todas as despesas
Depois de ver como pode poupar através das despesas essências e secundárias, tente melhorar o seu orçamento familiar e reduza nas despesas tanto quanto possível. A alimentação, por exemplo, é essencial, mas pode reduzir a despesa nesta categoria ao comprar produtos de marca genérica e a escolher os restaurantes mais econômicos.
Ao reduzir as despesas, comece por focar em áreas específicas em vez de tentar abordar as despesas de modo geral. Comece com uma categoria e faça o melhor que conseguir para a reduzir em, pelo menos, 10%.

7. Determine quanto dinheiro pode ser gasto
Agora basta dar uma olhadinha no que você montou e muita atenção aos compromissos financeiros que não podem ser ignorados. É importante definir não só quanto cada um pode gastar, mas também quanto é que cada um não pode gastar.
Não se esqueça de que o lazer também faz parte da vida e não pode ser negligenciado. Coloque um valor para isso também e siga à risca!

8. Analise os resultados
Quando chegar o fim do mês faça mais uma reunião familiar para reverem os resultados obtidos. Veja se precisam mexer em algo, e façam os ajustes necessários…
Se você seguir esta primeira regrinha de economia básica, que é criar um orçamento e, o mais importante, segui-lo, o seu futuro financeiro tem grandes chances de ser um sucesso!
Uma ótima semana a todos!

Baixe nosso app:

Comments

comments

Tags: ,

Claudia Fehribach
Claudia Fehribach
Carioca, formada em Artes pela Universidade do Rio de Janeiro. Conselheira financeira especialista em orçamento, aconselhamento de crédito pessoal e hipotecas reversas. Atua na empresa DebtHelper.com. Envie sua dúvida por email.
235