DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Prepare-se para o Valentine’s Day

Diferindo do Dia dos Namorados, no Brasil, Valentine’s Day, nos EUA, significa o dia não só para namorados, como também para a confra-ternização entre pessoas através de cartões postais, flores, cantadas, chocolates, telefonemas, mais cantadas, ou só mesmo para soltar-se a franga.

O que ficou de fora do Natal há dois meses , agora é incluído e vale tudo ou… todos: o vizinho, a namorada (do vizinho), o carteiro, a costureira, o zelador do prédio, o vira-lata do boteco, o gato da sogra, o entregador de pizza, a vizinha gostosa, ou o vizinho com barriga de tanquinho, o vendedor de enciclopédias, a prima gostosa da filha gostosa da vizi-nha gostosa, o porteiro, etc. Todos são merecedores de um “Happy Valentine’s Day!”

Em se tratando de namoro, nos EUA a coisa é bem mais acadêmica do que no resto do mundo. Existem livros repletos de regras que mostram o “caminho das pedras” no que diz respeito à paquera. Por exemplo, como se portar perante o sexo oposto para não sofrer um processo por assédio sexual, o que dizer ou não dizer durante um jantar, que comida pedir, o que pensar, o que vestir, o que perguntar, como mentir, como beijar, como decidir quem vai para o apartamento de quem (após o jantar), como impressionar, como imprensar etc. O beabá do amor, digamos assim..
No Brasil, o processo de namoro é bem mais sério e elaborado. Você vai ao supermercado comprar dois ovos e uma vassoura e volta casado. Sai para lavar o carro e foge com a mocinha que distribui panfletos no sinal de trânsito. Vai explicar à empregada como quer a sua camisa engomada e ela engravida (não sabe como). Vai checar a sua conta, no restaurante, com a garçonete e ela também engravida (não entende como). Vai à farmácia comprar Melhoral e dá de cara com a ex-mulher escolhendo preservativos um dia após ter terminado com ela. Coisas de gente civilizada e de país sério, com regras e éticas rígidas. Processo por assédio sexual? Eu hein?!
Quem já passou o Valentine’s Day sozinho neste país aconselha: aconteça o que acontecer, não se deixe, jamais, ser visto sozinho no Valentine’s Day. Será irremediavelmente rotulado com o pior dos rótulos já criados para aqueles flagrados em restaurantes, filas de cinemas, de teatros, botecos, sem uma acompanhante: loser (perdedor)!
Para evitar discriminação, os experts aconselham ficar trancado em casa, sem atender ao telefone. Outra opção, é convidar um amigo para jantar fora. Pelo menos assim, ninguém vai pensar que você não conseguiu ninguém para compartilhar esse dia!

Curiosidades:
• Fevereiro é conhecido como o mês para celebrar o AMOR desde a Idade Média.
• Mais ou menos 1 bilhão de cartões Valentine´s Day são permutados a cada ano. Este é um dos cartões sazonais mais enviados no ano, próximo do cartão de Natal.
• Mulheres enviam 85% cartões Valentines Day.
• 73% homens compram flores para darem no Valentine’s Day. A rosa vermelha, representando AMOR, é a flor mais popular comprada pelos homens.
• De acordo com as indústrias de doces do País, os americanos consomem mais de 1 milhão de doces durante o Valentine’s Day.
• Na Idade Média, jovens homens e mulheres desenhavam nomes numa tigela para ver quem seria seus namorados. Eles usariam os nomes presos às mangas por uma semana. Esta parece ter sido a origem da expressão, “wearing your heart on your sleeve.” (vestindo seu coração em sua manga.)

Amor de perto, amor de longe
Existem, no país, mais de 850 sites dedicados exclusivamente à busca de parceiros, o que torna os EUA “o maior mercado do mundo” para esse tipo de relações, afirma John LaRosa, diretor da companhia Marketdata, em seu relatório sobre a situação do setor em 2006.
Os encontros on-line são um grande negócio, no qual mais de três milhões de americanos, de todas as idades e classes sociais, pagam uma cota mensal para fazer de páginas como a Yahoo Personals, Match.com, American Singles e a eHarmony seus “cupidos digitais”.
Este mercado movimenta quase US$ 500 milhões por ano, e desde 2001, só faz crescer em popularidade.
O processo propiciou uma fragmentação do mercado, já que os grandes sites perdem espaço para outros, dedicados a unir pessoas com afinidades comuns, como a religião, a raça, a ideologia política, e até a preferência por um ou outro animal de estimação.
Além destes, existem, aproximadamente, mais 100 sites gratuitos de encontros, destinados àqueles que não se dispõem a pagar uma taxa para conseguir um encontro ou iniciar uma relação romântica.
O fenômeno tem, no entanto, seu lado negativo, e após a explosão sentimental “on-line”, agora começam a aparecer as conseqüências.
Cresce a cada dia o número de casos de clientes insatisfeitos com os serviços prestados por estas empresas, e de divórcios de casais unidos pela internet, o que faz com que muitos reconsiderem sua maneira de enfrentar as relações, e voltem a confiar no fator humano.
A comodidade de conhecer pessoas sem precisar sair de casa, o poder de deletar alguém que não está agradando e não correr o risco de um fora cara a cara são alguns dos atrativos da rede. Ela surge como uma alternativa para os mais tímidos, que podem assumir um personagem e paquerar à vontade, sem medo da exposição ou da rejeição direta.
Mas como é possível se apaixonar por alguém sem nunca tê-lo visto pessoalmente? Carência e solidão são os principais motivos e favorecem a idealização do outro. “A amizade que antecede o namoro pode tornar o envolvimento muito maior”, afirma o psicólogo Gustavo Fernandes, especialista em terapia adolescente. Apesar da frieza do computador, os namoros online são cheios de romantismo. Sem o contato físico, a necessidade afetiva do casal é suprida pela troca de mensagens apaixonadas, fotos e cartões virtuais.

Individualismo
Os namoros virtuais podem levar a um individualismo exagerado. Uma vez distante, as pessoas não desenvolvem sentimentos como a tolerância e o companheirismo. Pelo computador, elas podem sumir da vida umas das outras sem deixar vestígios, simplesmente apertando o botão delete.
Se por um lado o anonimato inicial da internet é vantajoso, por outro é um risco. A possibilidade de mascarar seus defeitos com nicknames como “gato sarado” ou “gatinha manhosa” é a mesma que um criminoso tem de se esconder atrás da tela do micro. São cada vez mais freqüentes os casos de pedofilia ou golpes que começam na rede. Por isso, antes de se comprometer, pense em sua segurança para evitar problemas ou decepções no futuro.

História do Valentine’s Day

De acordo com a lenda, Valentine era um padre que serviu durante o terceiro século em Roma. Quando o imperador Claudius II decidiu que homens solteiros seriam melhores soldados do que aqueles que possuíam mulher e filhos, anunciou a proibição de casamentos de homens jovens, que eram potenciais soldados.
Considerando a decisão injusta, Valentine desafiou o imperador e continuou a realizar em segredo casamentos de jovens casais apaixonados. Quando foi descoberto foi preso e condenado à morte. A notícia espalhou-se pela região e Valentine começou a receber de desconhecidos, pela janela do calabouço, flores e bilhetes de solidariedade. A filha de um dos guardas quis conhecer pessoalmente Valentine e os dois se apaixonaram.
No dia da execução, Valentine deixou com um amigo um bilhete para a moça: “Amor, de seu Valentine”. Ele foi executado em 14 de fevereiro de 264 da Era Cristã. Mas o seu gesto de entregar um bilhete dizendo “amor”, virou um símbolo.

Dicas de Presentes
Se você busca algumas sugestões originais para o seu presente de dia dos Namorados, aqui vão algumas idéias:

1 Kissing Love-Tester
Teste eletronicamente o seu amor. Basta você segurar este coração vermelho, beijar o seu amor, e a eletricidade que você gera o fará disparar, pulsando e soando um alarme. Dependendo da energia que o beijo gere, ele irá pulsar e soar mais forte ou mais fraco. Descubra quanta paixão há em seu coração, com este divertido presente. Por $12.87 no site www.asos.com

2 The Smiley Collection
Um conjunto de várias opções de pendentes confecionados em prata, com carinhas sorridentes. No site www.sweettoothdesigns.com por $35.00

3 Cestas da Z Baskets
Em três tamanhos diferentes podem incluir flores, caixa de chocolate em formato de coração, velas, bichinhos de pelúcia, e pequenos objetos com frases românticas. As pequenas são feitas na hora, custam a partir de $10 e têm que ser compradas pessoalmente na loja, em Margate. As maiores têm que ser encomendadas com um dia de antecedência, e são entregues em todo o sul da Flórida. No site www.zbaskets.org

4 Wine Aerator
Dizem os entendedores de vinho que esta bebida precisa “respirar”. Para auxiliar este processo de forma elegante, a Vinturi oferece o Essential Wine Aerator. No site www.wineenthusiasts.com por $39.95

5 Strip Chocolate
Um jogo de tabuleiro, dados e cartas, onde ganhadores, ou perdedores pintam o corpo do parceiro com chocolate. Inclui duas embalagens com dois tipos de chocolate, e dois pincéis. No site areyougame.com por $26.99

6 Porta-copos Personalizado
Jogo de quatro porta-copos, com sua foto preferida em frente laminada, medindo 3 ¾” square. No site persona-lizationmall.com por $25.95

7 Um acre de terra na Lua!
Você pode comprar um pedaço de terra na Lua. O site www.lunarlandowner.com assegura que a compra é real e legal, e que um pedaço na lua pode ser um ótimo presente, e um prudente investimento em potencial. Por apenas, $29,99.

ENQUETE
Qual é o melhor presente?
“Para saber qual o melhor presente pra dar de Valantine’s day, deve-se prestar atenção nas pistas que a sua namorada te dá. Ela sempre vai deixar escapar algo que está querendo e, só pelo fato de você estar atento ao que ela fala, já vai estar dando o melhor presente.” Igor Rodrigues, 25 anos.

“O melhor presente é algo que ambos possam aproveitar. Eu daria um bichinho de estimação, pois os dois podem cuidar e curtir juntos.”- Kevin Grams, 26 anos.

“O melhor presente é aquele que você escolhe. Gosto de ir comprar junto com meu namorado, para não ter erro.”- Flavia Quincoses, 28 anos

“O presente ideal é uma jóia, pois é algo que será lembrado eternamente. Não importa se é um relógio ou um anel, mas jóia sempre é eterna”.Daniel Romanowski, 24 anos.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
156