DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Portugal 1X0 Holanda.

Em uma partida extremamente disputada, Portugal bateu a Holanda por 1 a 0 e avançou às quartas-de-final da Copa do Mundo da FIFA 2006.
O jogo foi decidido por um belo gol de Maniche, aos 23 minutos, após uma bela jogada coletiva. Deco cruzou para Pauleta que apenas ajeitou para o remate preciso do camisa 18.

A partida foi marcada também por quatro expulsões e um grande número de cartões amarelos. Costinha recebeu seu segundo cartão amarelo nos acréscimos do primeiro tempo. Khalid Boulahrouz foi expulso aos 63 minutos, deixando as duas equipes com dez jogadores. Aos 78 minutos, no entanto, foi o meia Deco quem rececbeu o segundo amarelo, seguido de vermelho. Já aos 95 minutos, Giovanni van Bronckhorstfez falta em Tiago e também recebeu o segundo amarelo.

Agora, Portugal enfrentará a Inglaterra em Gelsenkirchen no sábado, 1º de julho.

O jogo:

1’: Não demorou muito para que os holandeses tomassem a dianteira nas ações com Mark Van Bommel, que recebe um passe de Dirk Kuyt, que substituia Ruud Van Nistelrooij no ataque, e dispara um tiro que passa raspando à trave de Ricardo.

14’: O jogo começa a ficar mais ríspido e os holandeses levam dois amarelos (Van Bommel e Khalid Boulahrouz) em menos de 10 minutos. Mas além de sair na frente em números de cartões amarelos, a Oranje também cria as chances de maior perigo. O jogador do Arsenal, Robin van Persie, chuta forte, rasteiro, mas sem direção. Mesmo assim, Ricardo, assustado, vai na bola.

23’: Quem não faz toma e os holandeses, apesar do maior volume, sofrem o primeiro gol. No primeiro ataque perigoso de Portugal, Deco faz um cruzamento para a direita que encontra Pedro Pauleta, que passa de primeira para Maniche. O jogador do Chelsea faz uma jogada brilhante: na corrida e sem espaço, o atacante faz um corte rápido para a direita e manda um canhão no ângulo direito de Edwin Van Der Sar. (1 a 0)

33’: Portugal começa a se soltar mais depois de abrir o marcador, e impõe um ritmo de jogo rápido e ofensivo, muito bom de se ver. Mas os planos de pressionar os holandeses sofre um grande revés com a saída Cristiano Ronaldo, em razão de uma lesão na coxa decorrente da entrada dura de Van Bommel no início do jogo. As lágrimas do astro do Manchester United demonstram o quanto a saída foi sentida pelo jogador. Simão Sabrosa entra em seu lugar.

37’: A Holanda volta à carga com jogada estonteante de Van Persie, que depois de um drible seco na grande área, deixa seus dois marcadores no chão, mas na hora de finalizar bate com a parte de fora do pé e a bola vai para fora.

45’: Os lusitanos têm uma grande chance de ampliar a vantagem antes do intervalo, mas Van Der Sar faz uma defesa espetacular do chute à queima-roupa de Pauleta. Alguns segundo depois, Portugal fica reduzido a dez homens com a expulsão de Costinha, que recebe o segundo amarelo por tocar a bola com a mão.

Um jogo mais que viril

49’: Como na etapa anterior, o segundo tempo começa com a Holanda dando as cartas no ataque. Após Van Bommel errar o que seria uma bicicleta espetacular dentro da área, o meia veterano Phillip Cocu aproveita a sobra da jogada malsucedida do companheiro. Mas sua sorte acabou por aí, pois o chute a oito metros da linha do gol explode no travessão.

50’: Mantendo a pressão sobre os adversários, que já davam mostras de cansaço, Van Bommel desfere um canhão de 20 metros, que mais uma vez é defendido pelo goleiro Ricardo, cada vez mais exigido.
57’: Graças a uma bela jogada de Luís Figo pela direita, Maniche quase marca seu segundo do dia, se não fosse Van Der Sar ter se esticado todo para defender.

63’: O jogo estava decaindo para um combate excessivamente viril. Após acertar o cotovelo no rosto de Luís Figo, em um lance na lateral esquerda, Boulahrouz recebeu seu segundo amarelo e é expulso, deixando as duas equipes iguais em número de jogadores.

78’: O próximo a ser castigado pelo árbitro foi Deco. O meia do Barcelona recebe o segundo amarelo depois de tentar retardar o reinício de jogo holandês.

95+Giovanni Van Bronckhorst da Holanda completa a série de expulsões do jogo após receber o segundo amarelo nos momentos finais, deixando o campo e os dois times com nove homens cada. Contudo, no final, os portugueses conseguiram segurar o avanço do time holandês e garantiram a vitória.

Conclusão:
Os holandeses se preparam para a curta viagem de volta para casa e os portugueses estão nas quartas-de-final pela segunda vez em sua história, e seu adversário será a Inglaterra. Os dois já se confrontaram nas semifinais de 1966, quando a anfitriã Inglaterra saiu vitoriosa rumo à sua única conquista da Copa do Mundo.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
222