DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Polonia 2×1 Costa Rica

Polônia despediu-se da Copa do Mundo da FIFA com uma vitória por 2 a 1 sobre a Costa Rica, em encontro da última jornada do Grupo A disputado esta terça-feira dia 20 de junho de 2006 em Hanover.

A formação europeia conseguiu, assim, garantir o terceiro lugar do agrupamento após um encontro em que em jogo estava apenas a honra de ambas as selecções, uma vez que já não tinham qualquer hipótese de se apurarem. A Costa Rica entrou melhor e marcou primeiro por Ronald Gomez, aos 25 minutos, mas os polacos foram rápidos a reagir e Bartosz Bosacki (33’) empatou a partida. Os europeus dominaram o segundo tempo e Bosacki fez o segundo e decisivo golo quando estavam decorridos 66 minutos.

Foi, assim, um final em beleza para uma campanha algo decepcionante dos polacos, que foram derrotados nos dois primeiros jogos. Já a Costa Rica fez uma boa exibição no jogo inaugural do Campeonato do Mundo, apesar de ter perdido contra a Alemanha (4 a 2), mas não conseguiu superiorizar-se ao Equador no jogo seguinte, pelo que o regresso mais cedo a casa ficou imediatamente definido.

O jogo:

As torcidas dos dois times mostraram-se emocionadas pela última vez quando os hinos de seus países foram tocados. Os dois times estavam jogando pelo orgulho nacional depois de não conseguirem a classificação para as oitavas-de-final e houve muitas demonstrações de orgulho das duas torcidas.

6′: Os poloneses foram os primeiros a pressionar, mas a cobrança de um escanteio pela direita de Jacek Krzynowek cruzou a área toda sem tocar em ninguém e saiu.

8′: Com o ritmo do jogo crescendo um pouco Os Ticos ganharam um tiro livre a mais de 36 m de distância. Ronald Gomez tentou marcar, mas embora seu chute tenha sido disparado com muita potência, ele foi desviado para escanteio.

15′: A torcida polonesa logo reagiu dando manifestações de insatisfação e vários apitos altos reverberaram por todo o estádio quando Maciej Zurawski, do Glasgow Celtic, cobrou mal uma falta perigosa mandando a bola longe por cima do gol.

24′: A equipe da Costa Rica mostrou como se deve fazer quando abriu o placar. Paulo Wanchope partiu para um confronto na beira da área polonesa e foi derrubado pelo capitão Jacek Bak. Ronald Gomez apareceu para dar um chute rasteiro com o pé esquerdo que atravessou a barreira e passou entre as pernas do goleiro Artur Boruc.

30′: Eles deviam ter levado mais gols. Um cruzamento baixo pela direita feito por Wanchope alcançou Gomez desmarcado a mais de 10 m, mas ele perdeu uma grande chance de marcar, dando um chute muito fraco. Menos de um minuto depois, Gomez lançou para Wanchope em situação semelhante, mas ele erra o chute.

32′: Eles tiveram que pagar o preço pelas chances perdidas quando Bartosz Bosacki marcou um gol a mais de 5 m de distancia, depois de um cruzamento recebido pela esquerda.

41′: Uma movimentação rápida levou a Polônia de seu campo até a beira da área da Costa Rica, mas um chute rasteiro de Ireneusz Jelen foi bloqueado.

Segundo tempo

49′: Houve uma chance logo de cara, quando a partida foi reiniciada. Mas, depois de ter controlado a bola com inteligência, Cristian Bolanos não conseguiu encobrir Boruc.

52′: Ebi Smolarek, do Borussia Dortmund, foi o próximo a ameaçar o gol do adversário, ao passo que Leonardo Gonzalez quase marcou do outro lado do campo.

65′: Mas a Polônia acabou consolidando o seu jogo e José Porras teve de se esticar todo para mandar para escanteio um chute rasteiro do substituto Tomasz Kuszczak, do West Brom.

66′: E foi esse escanteio que permitiu à Polônia passar à frente no placar, depois que Bartosz Bosacki subiu bastante na entrada da pequena área, para cabecear com força para o fundo do gol.
80′: Depois de um período apagado na partida, a Costa Rica conseguiu uma falta a cerca de 30 metros do gol, mas o chute por baixo de Gomez foi bloqueado na entrada da grande área.

82′: Os Ticos acharam que tinham encontrado uma maneira de voltar ao jogo, quando Wanchope encobriu Boruc e cabeceou para um gol aberto, mas a comemoração dos costa-riquenhos foi interrompida pela marcação de impedimento feita pelo bandeirinha.

87′: Nos últimos minutos, um cruzamento da esquerda criou problemas para Porras, e por muito pouco Pawel Brozek não conseguiu cabecear para o gol vazio.

Em resumo:

A Polônia tinha muitas ambições nesta Copa do Mundo, mas pelo menos encerrou a sua participação com uma vitória em uma partida bastante disputada, na qual a Costa Rica certamente fez a parte dela.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
222