DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Polícia identifica quatro suspeitos de atentados em Londres

A polícia britânica informou nesta terça-feira que identificou quatro dos suspeitos pelos atentados da semana passada em Londres
Autoridades também disseram acreditar que os envolvidos morreram nas explosões que atingiram três estações de metrô e um ônibus e que todos eram nascidos na Grã-Bretanha.

A polícia também disse ter imagens dos quatro suspeitos capturadas por câmeras do circuito interno de televisão da estação de King’s Cross na manhã dos atentados. Também foram encontrados pertences desses envolvidos próximos às áreas das explosões.

A família de um dos suspeitos chegou a registrar o desaparecimento dele após os ataques, que deixaram pelo menos 52 mortos e mais de 700 feridos.

A polícia suspeita que três dos envolvidos nas explosões no metrô cometeram ataques suicidas, mas não esclareceu se o homem que estava no ônibus também realizou um ataque suicida ou se a explosão não estava programada.

Veja o especial da BBC Brasil sobre as explosões em Londres

Busca

Também na tarde desta terça-feira, a polícia britânica fez uma série de prisões em conexão com os atentados. A identidade dos presos está sendo mantida em sigilo.

As prisões são conseqüência de uma operação de busca na qual os policiais também realizaram uma explosão controlada em uma casa em Leeds, norte da Inglaterra, onde estão ocorrendo as buscas.

Cerca de 500 pessoas foram evacuadas de casas, de uma mesquita, de um posto de saúde e de um asilo da região.

A operação foi realizada no mesmo dia em que o chefe da polícia londrina, Ian Blair, alertou que Londres e Nova York permanecem “grandes alvos de terroristas”.

Ele disse ainda que é provável que haja outro atentado em Londres, mas que não se sabe quando.

Segundo o repórter da BBC Frank Gardner, a polícia agiu com base em informações coletadas nos locais dos atentados na capital.

Confirmação oficial

Em Londres, antes das revelações desta tarde, o primeiro-ministro, Tony Blair, assinou o livro oficial de condolências para as vítimas, na prefeitura.

Nesta terça-feira, a polícia identificou quatro vítimas da bomba que atingiu o ônibus em Tavistock Square, no centro de Londres. As famílias de duas delas concordaram em divulgar os nomes.

Eles são Jamie Gordon, de 30 anos, e Philip Stuart Russell, de 29 anos.

As famílias das outras duas vítimas pediram que os nomes delas permaneçam em sigilo até que o inquérito judicial seja aberto na quarta-feira.

Na segunda-feira, as autoridades britânicas divulgaram pela primeira vez o nome de uma vítima – Susan Levy, 53 anos, casada e mãe de dois filhos já adultos.

O número para informações sobre desaparecidos é: 44 (0) 870 156 6344.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
196