DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Petróleo mantém tendência de alta e chega a US$ 68

O preço do petróleo atingiu US$ 68 nesta quinta-feira nos mercados asiáticos, marcando um novo recorde antes de recuar um pouco.
O preço do produto já havia fechado em alta na quarta-feira, batendo em US$ 67,40 em Nova York e US$ 66,01 em Londres – aumentos de, respectivamente, US$ 1,69 e US$ 1,36 durante o dia.

O mercado mais uma vez está reagindo a temores relacionados à oferta do produto.

Os Estados Unidos anunciaram, na quarta-feira, uma queda em seus estoques de gasolina.

As reservas sofreram uma redução de 3,2 milhões de barris, segundo o governo americano, o que reflete a forte demanda pelo produto.

Furacão

A alta também foi impulsionada por previsões de que mudanças climáticas podem afetar a produção de petróleo na região do Golfo do México.

Teme-se que a tempestade tropical Katrina, que atinge a região no momento, ganhe em intensidade, causando danos à produção de petróleo semelhantes aos que sucederam a passagem do furacão Ivan, no ano passado.

“O medo de uma repetição do que ocorreu no ano passado vai manter o mercado nas pontas dos pés, e nós podemos facilmente chegar a US$ 70 por barril”, disse o analista Marshall Steeves, do grupo Refco.

A notícia de que o Parlamento do Irã recusou a indicação do novo ministro do Petróleo feito pelo presidente Mahmoud Ahmadinejad também assustou os operadores, segundo analistas.

A recusa coloca em questão a política para o setor do segundo maior produtor entre os países da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep).

Alguns operadores dizem porém que os níveis de oferta de petróleo, assim como de gás natural e outros produtos, estão adequados para esta época do ano, e a aceleração da procura reflete muito mais temores de que algum fato imprevisto cause sérias alterações no mercado.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
170