DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Passagens aéreas domésticas estão 10% mais caras

Seguindo a mesma medida tomada pela Varig, que reajustou os preços das passagens aéreas em 10% no dia 4, as empresas aéreas Gol e a TAM também aumentaram suas tarifas. A Gol adotou na terça-feira o reajuste de 10% nos preços cobrados pelas passagens aéreas. Na TAM, o reajuste, que está em vigor desde sábado, foi de 10,45% sobre o valor das tarifas cheias. As empresas atribuem a medida à necessidade de compensar os custos majorados pela alta acumulada nos preços do combustível de aviação (QAV). De 1º de janeiro a 1º de agosto, a alta do combustível já soma 12,2%, segundo dados do Snea.

O aumento dos preços nas passagens domésticas chega num momento em que a demanda por vôos domésticos encontra-se bastante aquecida. Esta semana, o Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (Snea) anunciou que o mês de julho, quando as companhias aéreas transportaram 3,4 milhões de passageiros, registrou alta de 26% na procura por vôos domésticos – a maior variação dos últimos cinco anos.

A TAM argumentou que algumas tarifas promocionais não sofreram alteração, como é o caso da oferta especial para o Dia dos Pais, anunciada na segunda-feira, que oferece descontos médios de 70% para vôos entre os dias 12 e 15 de agosto. A Varig poupou o trecho da Ponte Aérea Rio-São Paulo e as tarifas promocionais, que foram mantidas com os mesmos valores de antes. A Gol, por sua vez, diz que apesar de o reajuste ter sido aplicado sobre o valor das tarifas de base, a disponibilidade de vagas num vôo poderá determinar preços mais em conta para a venda de bilhetes.

A Gol e a TAM divulgaram recentemente seus resultados operacionais para o trimestre em que reportaram redução dos lucros por conta de um aumento nos custos operacionais, o que incluía a contribuição dos gastos com o QAV.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
152