DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Para Bush é "impossível" acabar com a violência no Iraque.

O presidente dos EUA, George W. Bush, afirmou nesta terça-feira que é “impossível” acabar definitivamente com a violência no Iraque, mas se mostrou esperançoso de que a segurança tenha melhorado visivelmente até deixar o cargo, em 2009.

“O padrão da não-violência é impossível de ser alcançado”, disse ele a jornalistas, a bordo do avião presidencial Air Force One, depois de concluir uma visita surpresa a Bagdá.

“Se o padrão é um governo que está começando a adquirir a confiança das pessoas, porque realiza ações inteligentes visando o retorno da normalidade, então acredito que este governo alcançará esse modelo”, afirmou o presidente.

Bush referiu-se, assim, ao governo do primeiro-ministro iraquiano, Nouri al Maliki, que priorizou o reforço da segurança em Bagdá.

“O objetivo no Iraque é criar uma sensação de ordem tal que a população se sinta segura, continuando com suas vidas. Não acredito que o governo iraquiano possa garantir a completa ausência de violência”, acrescentou.

A visita de Bush, a primeira ao Iraque desde que o premiê Nouri al Maliki assumiu o chefia do governo iraquiano, no último dia 20, coincide com um dos dias mais violentos no país, quando cinco carros-bomba deixaram ao menos 14 mortos em Kirkuk, 250 km ao norte da capital Bagdá, além de 20 feridos.

Também coincide com uma ação do governo do Iraque, prevista para amanhã, quando 70 mil homens [a maioria iraquianos] sairão às ruas de Bagdá para reforçar a segurança, de acordo com o Ministério do Interior.

A ação inclui a instalação de postos de checagem nas estradas da capital e toque de recolher das 21h às 6h [o Iraque está sete horas à frente do horário brasileiro]. Forças da coalizão liderada pelos EUA oferecerão suporte aéreo, caso isso seja necessário.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
223