DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Pai diz que Terri Schiavo aproxima-se de últimas horas de vida

Uma semana depois que Terri Schiavo foi desconectada do tubo de alimentação, o pai da paciente disse que ela está “aproximando-se de suas últimas horas de vida”. “Ela está enfraquecendo, e algo precisa ser feito urgentemente”, disse Bob Schindler nesta sexta-feira.

Terri, que se encontra em estado vegetativo há 15 anos, demonstra sinais de desidratação. Segundo os médicos que tratam de sua saúde, ela pode viver sem os cuidados necessários por um período entre uma e duas semanas.

Pela manhã, o tribunal federal de Tampa, na Flórida, rejeitou novamente a reinserção do tubo de alimentação na paciente.

O juiz James Whittemore, que revisou o caso, deveria decidir entre a emissão de uma interdição provisória para reconectar a paciente ao aparelho de alimentação, enquanto uma outra ação judicial a favor da vida da paciente corre nos tribunais. Essa foi a segunda vez que ele nega a recolocação do tubo.

Os pais de Terri, Bob e Mary Schindler, entraram com uma nova apelação na 11º Corte de Apelações de Atlanta, para tentar reverter a decisão da Justiça.

Argumentos

O principal argumento do pedido de restituição emergencial do tubo foi baseado em um relatório médico atestando que Terri pode apresentar um “estado mínimo de consciência”, e não estar em estado vegetativo.

As leis do Estado da Flórida dizem que uma pessoa com danos cerebrais graves, e que não tenha deixado instruções expressas sobre seu tratamento, não pode ser desconectada dos aparelhos que mantêm sua vida, a menos que esteja em estado vegetativo.

Há 15 anos, o cérebro de Terri sofreu graves danos porque seu coração parou de bater por alguns minutos –provavelmente devido a uma parada cardíaca causada por deficiência de potássio. Desde então, ela se encontra no que os médicos chamam de estado vegetativo persistente.

Remoção

A determinação da corte estadual para remoção do tubo de alimentação ocorrida na sexta-feira (18), atende aos pedidos do marido de Terri e seu guardião legal, Michael Schiavo.

Ele argumenta que Terri pediu reiteradas vezes, antes de entrar em estado vegetativo, que sua vida não fosse mantida artificialmente. Não há documentos que comprovem esse pedido. Além disso, Michael defende a posição de que não há mais esperanças de cura para a mulher.

“É muito frustrante. Terri sentirá fome e sede até a morte”, afirmou Bobby Schindler, irmão da paciente que, segundo ele, “parece uma imagem dos prisioneiros dos campos de concentração.”

Bush

A aprovação do presidente George W. Bush caiu em pesquisas nacionais realizadas nesta semana, após o Congresso e o presidente intervirem no caso de Terri Schiavo. A lei sancionada por Bush deu às cortes federais autoridade para rever o caso da paciente.

A intervenção federal foi considerada impopular mesmo entre conservadores e religiosos. De acordo com pesquisa CNN-USA Today-Gallup, a popularidade de Bush caiu de 52% durante o fim de semana para 45% nesta quinta-feira. Uma pesquisa da CBS News feita no início da semana indicou uma queda de seis pontos percentuais da aprovação de Bush: de 49% para 43%.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
196