DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Lytron 2
Lytron 3
Lytron
Lytron 5
Lytron 4
Lytron 6
Breaking news

Otohematoma -Saúde Animal

Otohematoma é o acúmulo de sangue na cavidade auricular (orelha). Ocorre em cães, especialmente nas raças com orelhas caídas e compridas. A causa mais comum é trauma e ruptura de um vaso sanguíneo dentro da orelha (aurícula). A aurícula pode se encher completamente de sangue quando envolve um vaso sanguíneo importante ou pode se distender parcialmente quando vasos menores são rompidos. A cavidade auricular é muito vascularizada e as chances de um vaso se romper devido à um trauma forte é muito grande.

As causas mais comuns de trauma à orelha envolvem batidas contra móveis ou qualquer outro objeto, mordida por outros cães, batidas contra outros cães enquanto brincam, mas também podem estar associados à doenças como otite externa, interna ou tumores. É importante examinar bem a orelha e o canal auditivo para tratar a causa primária e não somente o hematoma.

Algumas vezes o acúmulo de sangue é tão intenso que a cavidade auricular pode obstruir o canal auditivo. O peso extra gerado pelo hematoma gera muito desconforto, dor, inflamação e pode causar mudanças permanentes à cartilagem auricular deformando a orelha. Por isso é recomendável tratar o mais cedo possível.

Existem diversas maneiras de se tratar o otohematoma, todos eles, no entanto, devem ser feitos pelo seu veterinário pois envolve drenar o sangue acumulado dentro da cavidade auricular e controlar o sangramento. Um dos procedimentos mais simples é a drenagem utilizando uma agulha conectada a uma seringa para remover todo o sangue acumulado. Infelizmente este procedimento raramente controla o sangramento e em poucas horas a cavidade auricular se enche de sangue novamente.

O tratamento de preferência é a drenagem cirúrgica. Existem diversas técnicas, mas a mais comum é a incisão da porção interior da cavidade auricular. O hematoma é drenado e os coágulos de sangue formados no interior da cavidade auricular são removidos através da incisão. Para prevenir com que o hematoma se forme novamente, várias suturas são aplicadas ao redor da incisão com o intuito de unir a cartilagem auricular anterior e posterior causando a redução do espaço a ser preenchido novamente por sangue e também gerando pressão contra vasos que possam estar sangrando e contribuindo para formação do hematoma.

Algumas vezes é necessário colocar bandagens ao redor da orelha para manter o espaço entre as cartilagens auriculares reduzido sem dar chances para novo acúmulo de sangue. As suturas são geralmente não absorvíveis e permanecem no local por várias semanas antes de serem retiradas.

O otohematoma, quando presente, deve ser tratado no início do processo para evitar a formação de fibrose que resulta na deformação da orelha. Procure por atendimento veterinário sempre que você notar que a orelha do seu cão está inchada (como exemplo na foto). Não há muito o que se possa fazer para evitar o hematoma secundário ao trauma. Como a otite pode ser um fator importante, é recomendável manter as orelhas do cão limpas e livres de infecção.

Comments

comments

Dr. Luiz Bolfer
Dr. Luiz Bolfer
Dr. Luiz Bolfer formou-se em Medicina Veterinária no Brasil e mudou-se para os Estados Unidos para se especializar em Cardiologia, Emergência e Cuidados Intensivos em cães e gatos. Completou 12 meses de Internato em Clínica Médica e Cirúrgica Veterinária na Universidade de Illinois. Atualmente é Residente em Emergência e Cuidados Intensivos no Centro Médico Veterinário da Universidade da Flórida em Gainesville.