DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

ONU pede que Brasil libere dados sobre tortura

A presidente do comitê de Direitos Humanos da ONU, Christine Chanet
A ONU pediu ao Brasil que libere documentos sobre tortura durante o regime militar que ainda são mantidos sob sigilo no país.
O pedido foi feito nesta quinta-feira pelo Comitê de Direitos Humanos das Nações Unidas, que realizou na semana passada uma sabatina sobre a situação dos direitos humanos e civis no Brasil.

A presidente do comitê de Direitos Humanos da ONU, Christine Chanet, disse que a recomendação não é para que todos os arquivos da ditadura sejam abertos.

Segundo Chanet, a ONU quer a abertura apenas dos arquivos que possam permitir investigações em relação aos abusos de direitos humanos.

Segundo ela, o Brasil precisa apurar o passado.

Nesta quinta-feira, a ONU apresentou outras 20 recomendações ao país, entre elas, a de buscar soluções para o problema das crianças de rua e da violência da polícia militar.

Histórico

Na semana passada, uma delegação de 18 representantes do governo passou dois dias na ONU explicando a situação de direitos humanos no Brasil.

O governo apresentou em Genebra respostas à Comissão de Direitos Humanos da organização sobre abusos cometidos no país.

Mário Mamede, secretário de Direitos Humanos do governo Lula, participou da sabatina com especialistas e diplomatas da entidade.

Também na semana passada, a Anistia Internacional apresentou ao Comitê de Direitos Humanos da ONU um relatório em que dizia que o Brasil fracassou em reverter as precárias condições de direitos humanos existentes no país há quase uma década, porque não fez os investimentos políticos e financeiros necessários.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
152