DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Novo livro de Harry Potter chega às livrarias esta sexta-feira

O sexto e penúltimo volume da saga Harry Potter começa a ser vendido neste fim de semana em alguns países como EUA, Grã-Bretanha e África do Sul, encerrando meses de propagandas exageradas, ordens de sigilo e até prisões que antecederam ao maior evento editorial do ano. No Brasil, “Harry Potter and the half-blood prince” ainda não tem título em português, nem data confirmada de lançamento.

Segundo a editora Rocco, até o fim do ano os “pottermaníacos” brasileiros poderão comprar o livro no país. E só quando começar a tradução é que o nome em português será decidido. Por enquanto, alguns fãs chamam o sexto livro da série de Harry Potter e o príncipe mestiço ou príncipe bastardo.

Já as livrarias de todo o mundo estão se preparando para mais um surto de “pottermania”, com o lançamento sem precendentes do livro juvenil. Só nos EUA, 11 milhões de cópias chegarão às lojas no sábado.

O sexto livro já bateu recorde de vendas para um novo produto na Amazon. A loja virtual comunicou que recebeu, até segunda-feira, 1,4 milhão de encomendas para “Harry Potter and the half-blood prince”. O quinto livro, “Harry Potter e a Ordem de Fênix”, era o recordista, com mais de 1,3 milhão de pedidos feitos antes do lançamentos em junho de 2003.

A maior concorrente no mundo físico, a Barnes and Noble, disse já ter recebido 1 milhão de pedidos.

– Nada se equipara a Harry Potter no mercado editorial – disse Caroline Horn, especialista em literatura infantil da revista “Bookseller”.

Num lançamento cuidadosamente orquestrado, as vendas começam a 0h01 de sábado (hora de Londres, 20h01 de sexta-feira em Brasília). Por isso, os jovens fãs vão invadir as livrarias rigorosamente ao mesmo tempo em todo o mundo.

Também nessa hora, a autora J.K. Rowling começa a ler o sexto volume da série no castelo de Edimburgo, na Escócia, e no domingo realizará uma entrevista coletiva para 70 crianças.

Igualmente minuciosas foram as tentativas de proteger a trama desta nova aventura do aprendiz de feiticeiro e seus amigos. Das dezenas de milhões de cópias que devem ser vendidas, algumas foram comercializadas inadvertidamente antes do prazo no Canadá. Os compradores receberam ordens para não revelar seu conteúdo e, segundo relatos da imprensa, nem chegaram a lê-lo.

Os livreiros estão travando uma agressiva guerra de preços, pois querem maior participação nesse atraente mercado, segundo Horn. Os cinco volumes anteriores da saga já venderam cerca de 275 milhões de exemplares em todo o mundo.

Há muitas especulações sobre o que acontece com os personagens na nova aventura. Um site com uma suposta versão eletrônica do livro foi desativado e dois britânicos foram indiciados em junho por tentarem vender um exemplar roubado a um tablóide.

Em maio, as apostas de que um dos principais personagens iriam morrer foram suspensas porque uma onda de palpites nesse sentido despertou suspeitas de que o conteúdo do livro teria vazado.

– Há uma enorme segurança em torno do livro até o momento em que o relógio bata meia-noite – disse Richard Cristofoli, diretor de marcas da rede britânica de livrarias WH Smith. – Ninguém em toda a nossa cadeia de fornecimento viu o livro até agora. Só na hora marcada eles poderão romper os lacres.

Rowling começou a pensar no personagem Harry Potter em 1990. O primeiro volume, “Harry Potter e a pedra filosofal”, foi recusado por várias editoras antes de ser aceito pela Bloomsbury. As aventuras do jovem mago e de seus colegas da Escola Hogwarts de Magia e Bruxaria conquistaram toda uma nova geração de leitores e já foram adaptadas para o cinema.

Outra mágica realizada por Harry Potter foi ter transformado Rowling na mulher mais rica do Reino Unido, com uma fortuna pessoal estimada em US$ 1 bilhão em 2004.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
200