DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Novo filme da Pixar é lançado nos EUA

O filme “Carros”, que estréiou nesta sexta-feira(16) nos Estados Unidos é para seu autor, John Lasseter, 49, uma ode a vários objetos de sua paixão. “Quis expressar meu amor pelos tempos da Route 66, essas férias de carro pelas estradas americanas antes da chegada das highways”, confessa o diretor.

Considerado o cérebro fundador da Pixar, e chamado por muito de “o novo Walt Disney”, Lasseter homenageia neste longa-metragem dois amores relacionados ao filme: sua paixão pela animação e seu amor pelos carros de corrida. “Em uma veia tenho óleo de carros e, na outra, desenhos animados”, brinca o prolífico realizador, que a revista “Time” descreve como um cérebro de US$ 7 bilhões.

Esse é o preço que a companhia Walt Disney pagou, há um mês, pela Pixar, uma das compras mais significativas de Hollywood, devido ao fato de os tradicionalíssimos estúdios quererem revitalizar sua filmografia com o gênio criativo desse californiano.

A história

Quando a Pixar iniciou suas atividades, há 20 anos, como o primeiro estúdio capaz de elaborar filmes de animação por computador, era um principiante em um mercado dominado pela animação tradicional, de lápis e papel, onde o Walt Disney Studios era o rei.

No entanto, durante esses 20 anos, a Pixar quebrou recordes em Hollywood. Seus seis longas-metragens “Toy Story”, “Vida de Inseto”, “Toy Story 2, “Monstros S.A.”, “Procurando Nemo” e “Os Incríveis” foram sucessos seguidos, cuja arrecadação total supera os US$ 3,2 bilhões.

Na estrada

Segundo a crítica, “Carros está à altura de seus antecessores”. O filme é focado no mundo das corridas e apresenta carros como protagonistas, todos eles desejosos de chegar em primeiro lugar.

“Para mim não há predileto, todos os filmes da Pixar são como meus filhos”, diz Lasseter, embora seu olhar brilhe quando fala de “Carros”. Não por acaso, ele é filho de um funcionário da General Motors.

Outro amante do automobilismo, Paul Newman faz parte da equipe de dublagem do filme, o primeiro que estréia após a fusão entre a Disney e a Pixar. Além dele, também dubla Bonnie Hunt –no Brasil, a dupla Daniel Filho e Priscila Fantin substituem os americanos.

Segundo Newman, o cativou na trama o fato de “no final das contas, no centro da história não ser um carro, mas o coração do personagem”. Em “Carros”, Lightning McQueen (dublado por Owen Wilson, no original), um carro de corrida estreante e ambicioso acaba fazendo amizade com a bela máquina Sally (uma Porsche 2002, dublada por Bonnie Hunt e Priscila Fantin) e com Doc Hudson (um Hudson Hornet 1951 com um passado misterioso, dublado por Paul Newman e Daniel Filho).

Trata-se de uma lição que Lasseter aprendeu por meio de sua mulher, Nancy, mãe de seus cinco filhos. Apesar de não gostar de carros, foi ela quem o levou a uma longa viagem de automóvel em 2000, de costa a costa nos EUA, para que desse um tempo no trabalho e desfrutasse de sua família.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
225