DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Nova loção repara danos de radiação solar à pele

Especialistas temem que nova loção leve a exageros debaixo do sol
Pesquisadores americanos dizem ter desenvolvido uma loção pós-sol que evita os danos à pele causados pela radiação ultravioleta.
A loção, que está passando atualmente por testes clínicos, tem uma proteína que recupera o DNA danificado pelo sol.

Segundo a empresa AGI Dermatics, responsável pela pesquisa, a loção pode reduzir a incidência de câncer de pele se for utilizada diariamente ao longo de um ano por pessoas com predisposição à doença.

Especialistas temem que a nova descoberta possa incentivar as pessoas a passar mais tempo sob o sol. A AGI Dermatics afirma que a loção não deve substituir os protetores solares.

Proteína

A nova loção tem uma proteína chamada T4 endonuclease, que penetra nos núcleos das células da pele e remove as áreas danificadas do DNA, iniciando um processo de reparação completado pelo corpo.

A proteína penetra nas células em até uma hora depois da aplicação da loção e produz resultados significativos em até seis horas, segundo disseram os pesquisadores da empresa na conferência anual da Sociedade Quimica Americana.

A loção foi testada em 30 pessoas com uma rara doença genética, xeroderma pigmentosum, que as torna mais suscetíveis ao câncer de pele.

A aplicação diária da loção resultou na redução em um terço nos casos de câncer de pele e em dois terços nas lesões pré-câncer em relação aos que não usaram a loção.

Cuidados

Para Mark Matfield, consultor científico da Associação Internacional de Pesquisas sobre Câncer, apesar de a nova descoberta ter um bom potencial, as causas do câncer de pele são complexas e ainda não completamente compreendidas, então a loção não deve ser vista como resposta a todas as formas da doença.

“Uma das maiores preocupações é que isso possa levar a um desleixo nos cuidados com o sol”, diz Matfield. “As pessoas podem pensar que podemos reparar um dano, mas a verdade é que é melhor prevenir em primeiro lugar.”

Julie Sharp, porta-voz científica da organização Cancer Research UK, também adverte para os riscos. “Isso não deveria ser visto como uma forma rápida de reparar a pele dos danos provocados pelos banhos de sol”, diz ela.

“Prevenir o câncer de pele em primeiro lugar é vital e nós recomendamos às pessoas tomar cuidado para se proteger e evitar queimaduras de sol, ficando na sombra para se proteger do sol do meio-dia, cobrindo-se e usando um protetor solar de fator elevado.”

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
153