DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Norte-americanos se acostumaram a ler legendas

De acordo com o “New York Times”, este foi o ano em que americanos voltaram a ler legendas. O jornal também afirma que, historicamente, Hollywood baniu filmes com legendas pois se acreditava que cinéfilos não se interessariam por tramas onde os diálogos precisassem ser traduzidos. As legendas, então, só apareciam em filmes estrangeiros de pouca visibilidade.

Mas filmes como “O Tigre e o Dragão”, que conquistou US$ 128,1 milhões (cerca de R$ 276,6 milhões) só nos EUA, provou que um filme pode ser falado em outra língua e conquistar a audiência americana.

Só neste ano foram lançados, com legendas, filmes como “Volver”, de Pedro Almodóvar, “O Labirinto do Fauno”, do diretor mexicano Guillermo del Toro, e ainda a produção francesa “A Ciência do Sono”, onde Gael Garcia Bernal fala francês, espanhol e inglês.

Parte dessa familiarização com legendas vem da TV, que nos últimos anos incluiu personagens estrangeiros em séries de grande sucesso como “Heroes” e “Lost”, onde Rodrigo Santoro é um deles.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
156