DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Motel 6 é processado por dar informações de hóspedes ao ICE

Procurador-geral de Washington, Bob Ferguson. Foto: Reuters.

O procurador-geral de Washington, Bob Ferguson, está processando a rede de hotéis Motel 6 alegando que funcionários do motel agiram contra a lei ao darem informações privadas sobre milhares de hóspedes para as autoridades de imigração americana.

Ferguson afirmou à imprensa na semana passada que os funcionários agiram contra a lei ao divulgarem os nomes, datas de nascimento, número de licença de motorista, número de matrículas e números dos quartos de mais de 9 mil hóspedes para os agentes de imigração e aduaneira mesmo sem que os agentes tivessem mandados para isso.

O processo, arquivado no Tribunal Superior do Condado de King, disse que as ações dos funcionários do motel – tudo na região de Puget Sound e em propriedades de propriedade corporativa – violaram a lei estatal de proteção ao consumidor.

O Supremo Tribunal de Washington estabeleceu que a informação do registro de convidados é privada e o Motel 6 violou a lei cada vez que concedeu as informações privadas, disse Ferguson.

“Em setembro, o Motel 6 emitiu uma declaração direta para cada um dos nossos mais de 1.400 locais, deixando claro que eles estão proibidos de fornecer voluntariamente listas diária dos hóspedes para os agentes do Immigration and Customs Enforcement (ICE)”, disse a empresa em uma declaração enviada por e-mail.

“O Motel 6 leva esse assunto muito a sério, e continuaremos a cooperar com o Ministério Público do Estado”, acrescentou a empresa. “

O escritório do procurador-geral em Washington começou a investigar depois que notícias do Arizona informavam que os funcionários do Motel 6 em dois locais em Phoenix forneceram informações de hóspedes aos agentes de imigração.

Pelo menos seis hotéis no estado forneciam rotineiramente listas de convidados para o ICE e que pelo menos seis pessoas suspeitas de estarem ilegalmente no país foram detidas como resultado.

Segundo o advogado, outros 15 locais do Motel 6 que operam como franquias também estão sob investigação por divulgarem informações privadas similares.

De acordo com o Wall Street Journal, o ICE respondeu por meio da porta-voz, Yasmeen Pitts O’Keefe, que informou aos jornais que “a agência recebe dicas viáveis ​​de aplicação de uma série de fontes “, mas recusou-se a discutir suas possíveis interações com o Motel 6. Para a porta-voz, os hotéis e motéis foram frequentemente explorados por organizações criminosas envolvidas empresas ilegais altamente perigosas, incluindo tráfico de pessoas e contrabando humano.

A agência de imigração não foi nomeada como ré no processo.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]

Tags: ,,,

Gazeta News
Gazeta News
226