DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Montadoras apresentam carros híbridos e outros de combustíveis alternativos

O Salão de Los Angeles, que chega à 100ª edição, começou este ano com clara ênfase nos veículos “verdes”, como os híbridos e os carros novos de consumo de combustível reduzido. A feira é o melhor lugar para exibir “ecológicos”: a Califórnia é o estado dos EUA que mais restrições impõe às fabricantes de automóveis em termos de consumo e emissões de gases poluentes.

O governador Arnold Schwarzenegger compareceu à feira e deu seu recado: “Encorajamos as montadoras a inovar, pensar além da gasolina e propor veículos eficazes e limpos.” Ele está com um projeto polêmico que limita ainda mais a emissão de gases no estado. Schwarzenegger é dono de um protótipo Hummer convertido especialmente a hidrogênio pela GM. A maior montadora do mundo, aliás, comemora no evento a marca de 2 milhões de veículos flexfuel (gasolina e etanol) que rodam nos EUA, como o Chevrolet Tahoe e outros 15 diferentes modelos.

A GM luta para romper com a imagem de produzir automóveis “gastões” e anunciou que desenvolver veículos híbridos – que funcionam com dois motores, um a combustão e outro elétrico – é uma de suas prioridades. Prova disso é a linha Green Line (Linha Verde), que conta com o novo Saturn Vue. Com tração nas quatro rodas, o jipe é um “meio híbrido”: ele não pode rodar somente com o motor elétrico – este apenas fornece força extra nas acelerações. Feito em parceira com a subsidiária européia Opel, o Saturn Vue “ecológico” usa motor 2.4 de quatro cilindros, que gera 164 cavalos de potência, e câmbio automático de quatro marchas.

A General Motors, que promove o modelo como alternativa híbrida mais barata do mercado, divulga que o carro faz 11,4 quilômetros por litro na cidade – a versão convencional consome mais: 9,3 km/l.

A alemã BMW exibe o primeiro carro movido a hidrogênio produzido em série. O Hydrogen 7, baseado no sedã da Série 7, terá suas primeiras 100 unidades emprestadas a voluntários para testá-los durante seis meses enquanto a montadora acompanha o comportamento da nova tecnologia.

O propulsor 6.0 da versão padrão precisou ser adaptado, o que diminuiu sua potência de 445 cavalos para 256 cv. O tanque de hidrogênio do Hydrogen 7 comporta 8 quilos do gás e tem autonomia para rodar 200 quilômetros. O combustível é mantido a uma temperatura de 250 graus negativos.

Também estréia em Los Angeles o novo Ford Escape Hybrid, que será vendido como modelo 2008 a partir de abril. O utilitário-esportivo da Ford é capaz de atingir até 48 km/h usando apenas o propulsor elétrico de 70 Kw, que combinado com o motor a gasolina 2.3 produz 155 cavalos de potência.

Curiosamente, esta é a segunda edição do Salão de Los Angeles em 2006. Tradicionalmente, a feira costumava a ser realizada em janeiro, mas perdia relevância pela proximidade com o Salão de Detroit, o mais importante dos EUA.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
164