DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Miami Open pode deixar Key Biscayne

Share

Realização do Miami Open está ameaçada. Foto: Miami Herald.

O Miami Open, que atrai mais de 300 mil fãs de tênis por ano à cidade, pode ser obrigado a deixar de acontecer onde é disputado, em Key Biscayne, há 32 anos, caso os organizadores não possam fazer melhorias necessárias no local. Dolphins Stephen Ross, organizador do evento, propôs a construção de um complexo de tênis no local do Estádio Hard Rock, transferindo para lá o torneio.

É na ilha que fica o Crandon Park Tennis Centre que é disputado o Miami Open – um torneio ATP bastante conceituado e considerado o “Quinto Grand Slam” em razão da presença dos principais tenistas do mundo, nos meses de março e abril. Mas, uma pendência na Justiça está ameaçando a realização da competição na tradicional quadra.

O local onde é realizado o torneio tem se envolvido em um processo judicial demorado com a família Matheson, que na década de 1940 doou 975 acres do Crandon Park para o condado em troca de uma ponte que liga o lugar ao continente. Bruce Matheson, um dos membros da família, tem se mostrado inflexível sobre a manutenção das rígidas restrições de utilização e expansão do parque.

Sob as regras atuais, os organizadores do Miami Open estão proibidos de fazer as melhorias financiadas pelo setor privado para nivelar a competição ao melhores torneios do mundo. Sem estes upgrades, o torneio, provavelmente, teria de ser levado a outro local.

“Minha prioridade é manter o torneio de tênis em Miami”, disse o prefeito de Miami-Dade, Carlos Gimenez, esta semana sobre o risco da cidade perder o evento. “Se ele estiver em Key Biscayne, ótimo. Mas o principal é certificar-se que não deixará Miami. Neste momento, estamos tentando nos desvincular do negócio com Matheson, que é incrivelmente restritivo”, ressaltou o prefeito.

Na última segunda-feira, 26, Gimenez foi informado sobre a proposta feita por Ross. Como alternativa ao impasse judicial, Ross propôs construir um complexo ao lado do Estádio Hard Rock, que também seria usado para partidas de futebol internacional, shows e outros eventos. Ele se encontrou na semana passada com os juízes do torneio para discutir sua ideia.

Ross abordou a situação do Miami Open também com proprietários de equipes da NFL, em Phoenix. Ele frisou ainda que o centro de tênis caberia dentro do conceito do estádio de ser um complexo de entretenimento multiuso. “Nós estamos explorando isso. Estamos procurando fazer o que é bom para o sul da Flórida”, destacou.

Perguntado sobre quanto tempo seria necessário para completar a construção de um complexo de tênis, Ross respondeu: “Não temos tempo. No máximo, um ano. Será um desafio”, disse. Além de manter o Miami Open na região, o prefeito disse que quer trazer de volta o torneio de golfe (PGA) a Miami. A competição há muito tempo era disputada em Doral, mas no ano passado foi levada para o México.

“Minha primeira escolha é Crandon Park, porque naturalmente é extraordinário”, disse Gimenez. “Quanto a (Bruce) Matheson e Crandon Park, estamos lutando para dar o controle do parque de volta ao povo de Miami-Dade e não a uma pessoa”, enfatizou.

Com informações do Miami Herald.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Share

Tags: ,,,,,

Gazeta News
Gazeta News
214