DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Mascherano:

“Vencemos Barcelona, Real Madrid e Arsenal para contratar o Mascherano. O Liverpool está pedindo US$ 60 milhões por Gerrard. O Verón vale US$ 45 milhões. Acho o Mascherano muito melhor que o Verón e tão bom quanto o Gerrard. Foi uma grande contratação. Sei o que ele fará pelo Corinthians”, disse o presidente da MSI, Kia Joorabchian.

O iraniano reapareceu nesta quinta-feira para comemorar a contratação do “galáctico” que deu mais trabalho para vir. Desde que a MSI chegou para o Corinthians, Kia vinha se empenhando em convencer a diretoria do River Plate a liberar o volante argentino – pagou US$ 15 milhões para isso.

“Não me interessa se foi muito ou pouco o dinheiro que gastaram comigo. Sei o que posso fazer. Quando meu contrato terminar ou se eu for embora antes, quero que as pessoas falem bem do que fiz pelo Corinthians. Vou tratar de mostrar que ninguém errou quando me contratou”, garantiu o volante titular da seleção argentina.

A diretoria do Corinthians acredita que Mascherano estreará já neste domingo, no clássico contra o Palmeiras. Ver o volante argentino usando a camiseta 40 seria uma atração especial para a torcida corintiana que for ao Morumbi.

Agência Estado – A última imagem que você deixou pelo River Plate, contra o São Paulo, pela Libertadores, foi a de um volante violento. É uma falsa imagem?

Javier Mascherano – Sou um jogador duro, que luta para o time que defende vencer os jogos, mas não sou violento. Só tive uma expulsão na minha carreira. Não vou com má intenção nas divididas. Mas tenho de ser duro para recuperar a bola. Minha posição exige. E isso vale em qualquer lugar. Vou me adaptar ao futebol brasileiro o mais rápido possível.

AE – Você ficou surpreso com a sua contratação pelo Corinthians? Não esperava ir para a Europa? O fato de Sebá e Tevez estarem aqui ajudou a te convencer?

Mascherano – Acreditava que do River Plate eu iria para Europa, mas surgiu o Corinthians, que é um dos grandes clubes da América do Sul. Estou satisfeito com o rumo das coisas. E pesou sim o fato de ter Carlitos e Sebá como companheiros. Conversei com eles, que me passaram o quanto está sendo boa a experiência no Corinthians.

AE – Como foi a sua recepção pelos jogadores no Corinthians?

Mascherano – Eu esperava ser bem tratado, mas aconteceu melhor do que eu poderia supor. Conseguiram fazer com que eu me sentisse em casa. Essa recepção me deixou ainda mais animado com as coisas que virão.

AE – A diretoria do Corinthians está confiante na possibilidade de você enfrentar o Palmeiras, o maior adversário do clube. Você está pronto?

Mascherano – Que jogador não quer participar de uma partida assim? Espero que a documentação fique pronta a tempo. Tenho todas as condições físicas de jogar. Eu gostava muito quando o River enfrentava o Boca. Sei o que significa esta rivalidade. Quero jogar e ajudar como puder o Corinthians a vencer.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
213