DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Mais de 300 imigrantes criminosos são presos em operações do ICE

Operação do ICE na Filadélfia. Foto: ICE divulgação.

As autoridades de imigração dos Estados Unidos têm apertado ainda mais o cerco contra imigrantes criminosos. Nas últimas duas semanas, o US Immigration and Customs Enforcement (ICE) prendeu mais de 300 imigrantes com histórico de crimes como infração de trânsito (DIU), condenados por assalto à mão armada, imigrantes que entraram ilegalmente no país após deportação e fugitivos da imigração.

Pensilvânia, West Virginia e Delaware

Um total de 248 estrangeiros foram presos ao longo das duas últimas semanas nos estados da Pensilvânia, West Virginia e Delaware, durante uma operação de fiscalização conduzida pelo ICE, destinado a estrangeiros criminosos, fugitivos da imigração, imigrantes que já haviam sido deportados e reentraram ilegalmente e outros violadores da imigração.

De acordo com o ICE, na área de Filadélfia, foram pegos criminosos estrangeiros que haviam sido liberados da prisão mesmo com pedido de detenção feita pelo ICE. “A cidade da Filadélfia não honrou e os soltou. Uma situação que coloca o público em um risco desnecessário. O ICE vai continuar a realizar operações de reforço queiram as jurisdições locais cooperar ou não”, disse Jennifer Ritchey, diretor da área de campo do ERRO em Filadélfia.

Dos 248, 120 tinham acusações pendentes ou 48% (88 dos detidos tinham condenações penais e 32 dos detidos têm acusações criminais pendentes).

Além disso, 50 já haviam sido removidos dos Estados Unidos e reentraram ilegalmente pela fronteira. Seis tinham acusação de fraude em documentos e 18 eram fugitivos da imigração com ordem de deportação.

Nevada

Em uma operação na semana passada em Nevada, o ICE prendeu 61 imigrantes também com histórico criminoso. Dos 61 imigrantes presos durante a ação de execução, (54 homens e sete mulheres) 45 são do México; 6 da Guatemala; 3 de El Salvador; 2 de Samoa, 1 da Armênia; 1 de Cuba; 1 de Honduras; 1 do Irã e 1 da Itália.

Dentre os detidos, 55 tinham histórias criminais incluindo condenações anteriores por crimes de trânsito (DUI), crimes sexuais, delitos de drogas e violência doméstica. Um mexicano com condenação por assalto à mão armada, um cidadão salvadorenho com pedido de remoção que já havia sido condenado por assalto, agressão, posse de drogas, e violência doméstica, e um iraniano detido em Carson City cujo registo criminal inclui uma condenação anterior por tráfico de drogas.

A operação foi direcionada a estrangeiros criminosos que constituem uma ameaça à segurança pública e indivíduos que violaram as leis de imigração dos EUA, incluindo aqueles que entraram novamente no país depois de serem deportados e fugitivos de imigração com ordem de deportação.

Nova York

Na área metropolitana de Nova York, agentes do ICE e do ERO (Removal Operations) prenderam oito imigrantes condenados por crimes sexuais no início do mês. Eles foram levados sob custódia enquanto aguardam a conclusão dos procedimentos de remoção. Eles são de Honduras, República Dominicana, El Salvador, República Democrática do Congo, Equador, Guatemala e México.

Deportação

Dos casos acima apresentados, alguns dos detidos serão apresentados para a acusação federal por reentrada no país após deportação, um crime punível com até 20 anos de prisão. Aqueles que não estão sendo processados criminalmente terão a remoção do país solicitada. Os que têm processo de deportação pendente ou que entraram ilegalmente no país depois de serem deportados estão sujeitos à remoção imediata.

No ano fiscal de 2016, o ICE conduziu 240,255 remoções em todo o país, sendo que 92% dos indivíduos já haviam sido condenados por um crime.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Tags: ,,

Gazeta News
Gazeta News
424