DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Mais de 30 crianças morrem soterradas em escola no México

A modelo gaúcha Karina Belloli está na Cidade do México e relatou o pânico. Imagem: reprodução video.

Pelo menos 32 crianças e cinco adultos morreram em uma escola que desabou no sul daCidade do Méxicopor causa doterremoto que atingiu o paísna terça-feira, 19, informou a imprensa local. Pelo menos 14 pessoas foram resgatadas com vida e estima-se que 20 ainda estejam sob os escombros da escola.

O número de mortos no terremoto que abalou ontem a região central doMéxicosubiu para 225, e segundo o governo mexicano os números são parciais e podem mudar nas próximas horas. Os trabalhos de resgate seguem em andamento e ainda não se sabe o número de desaparecidos no país.

O terremoto sacudiu com violência a capital Cidade do México e os estados de Morelos e Puebla.

De acordo com o coordenador nacional de Proteção Civil, Luis Filipe Puente, 94 pessoas morreram na Cidade do México, 71 em Morelos, 43 em Puebla, 12 no Estado do México, quatro em Guerrero e uma em Oaxaca.

Até o momento, foram registradas 23 réplicas do terremoto, a maior de magnitude 4 graus, de acordo com dados do Serviço Sismológico Nacional do México.

Na capital do país, segundo o chefe de Governo da Cidade do México, Miguel Ángel Mancera, pelo menos outras 800 pessoas ficaram feridas, sendo que 220 delas ainda seguem internadas. Além disso, 39 edifícios foram completamente destruídos.

Mancera explicou que muitas pessoas foram resgatadas vivas e que os trabalhos continuam porque as autoridades temem haver moradores embaixo dos escombros dos prédios que desabaram.

Além dos 39 imóveis completamente destruídos, outros 600 edifícios terão que ser avaliados por causa dos danos. Desse total, segundo Mancera, 30 deles foram gravemente avariados pelo tremor.

Apesar das informações publicadas em redes sociais, o presidente negou registro de crimes na cidade aproveitando do caos gerado pelo terremoto.

A Cidade do México decretou estado de emergência, obtendo a liberação de um fundo de cerca de US$ 169 milhões para lidar com crises de grande envergadura.

A modelo gaúcha Karina Belloli, de 26 anos, mora há cinco na capital, Cidade do México, onde dezenas de pessoas morreram, segundo a mídia local, e relatou ao GAZETA o pânico e o medo de morrer. Leia o relato em

Brasileira relata pânico em terremoto no México

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]

Tags: ,

Gazeta News
Gazeta News
225