DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Mais atenção na direção

Share

Já não conseguimos imaginar mais um mundo sem os celulares e todos os benefícios que os aplicativos nos proporcionam na vida moderna. A praticamente um toque, podemos fazer centenas de coisas que não fazíamos ideia ser possível a 20 anos atrás.

Tendo como referência a vida nos grandes centros urbanos, estar conectado é uma condição normal, necessária e imprescindível em alguns casos. Tem gente que fica tão ligado na vida virtual que as vezes precisa de apoio psicológico profissional para se reintegrar ao mundo real.

O uso do telefone, quer seja para falar ou escrever um texto exige atenção que muitas vezes não combina com outras atividades. O fato de se distrair ou de dar um segundo a mais de atenção para o celular enquanto esta fazendo outra coisa pode ser a diferença entre ter um problema ou evitá-lo.

Desde do último dia 23 de julho desse ano as regras para quem for pego dirigindo e usando celular para enviar mensagens de texto, estão mais duras em pelo menos 14 estados norte-americanos e com um sério propósito: Evitar Acidentes! São 1.300.000 acidentes de transito por ano envolvendo o uso de celulares nos Estados Unidos.

Apesar do estado do Estado da Flórida ocupar a segunda posição no ranking nacional de motoristas distraídos, a Flórida tem legislação própria de trânsito e não aderiu ainda a essa nova legislação mais restritiva. Na Flórida há uma lei que proíbe o uso de celular para enviar mensagens de textos, a “Texting Ban Law”, aprovada em 2013. A lei pune com multa de US$ 30.

Nos Estados da Califórnia, Connecticut, Delaware, Hawai, Illinois, Maryland, Nevada, New Hampshire, News Jersey, New York, Oregon, Vermont, Washington, West Virgínia e nos distritos de D.C., Guam, Porto Rico e Ilhas Virgens o uso de telefone celular enquanto você dirige esta proibido mesmo quando parado no trânsito ou no semáforo, para trocar mensagens (digitação) ou acesso a outras informações e para ver vídeos ou usa câmeras!

Cabe lembrar que nestes Estados você pode usar seu celular e dirigir se você tiver Hands-free (Bluetooth) apenas para começar a chamada com um único toque (ou deslizar), sem que tenha que ficar segurando o telefone. Também poderá usar se estiver estacionado ou fora do fluxo de tráfego, para iniciar seu GPS ou colocar uma música antes de dirigir e para fazer contato com serviços de emergência.

DUI nos USA significa “Driving Under the Influence” e até então era mais relacionado a quem dirigia sob efeito de drogas e/ou álcool, agora existe a E-DUI – “Driving Under the Influence of Electronics” para que dirige usando o telefone. Uma multa por direção sob influência de eletrônico, um E-DUI acontece quando o motorista é pego usando um dispositivo eletrônico de mão durante a condução, valido para os Estados que adotaram as novas regras. O custo de receber um E-DUI aumenta com cada infração e todas as violações ficam disponíveis para sua companhia de seguros avaliar o seu perfil e consequentemente te cobrar mais caro ou até mesmo recusar fazer o seu seguro. O primeiro E-DUI custa $ 136 e o segundo E-DUI (dentro de 5 anos) sobe para $ 234.

Outra coisa que muita gente não sabe é que pode tomar uma multa “Ticket” se for enquadrado como Distraído Perigosamente “Dangerously Distracted” se você estiver distraído por qualquer outra atividade que interfira com a condução segura (bebendo algo, comendo, procurando alguma coisa dentro ou fora do veículo, ouvindo musica com headphone, cantando, etc) e irá lhe custar $ 99.

Quem nunca deu uma descuidada na atenção enquanto dirigia? O problema é que cada vez mais as pessoas estão conectadas nos seus smartphones e se desligam de onde deveriam estar mais atentas enquanto dirigem. Penso que essa Lei deverá ser adotada em breve por aqui pela Flórida também, o que seria de grande valia para a prevenção uma vez que as pessoas só engajam de fato numa coisa quando doe no bolso.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Share

Tags: ,,,,

Igor Pipolo
Igor Pipolo
Igor M. Pipolo, ADS, ASE, é CEO da Nucleo, Inc e Diretor da SEKURA (EUA) e diretor do Departamento de Segurança da FIESP. Professor convidado da Universidad Pontificia Comillas de Madrid/Espanha. Sócio-fundador e ex-presidente da Associação Brasileira dos Profissionais de Segurança. Ex-presidente da American Society for Industrial Security.
378