DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Maioria dos países critica execução de Saddam

A maioria dos países lamentou a execução de Saddam Husseim, ocorrida no sábado(30), e manifestou temor de que a morte do ditador agrave a situação no Iraque. Os mesmos países contrários à execução condenaram a invasão do país pelos Estados Unidos, em 2003.

O Presidente dos EUA, George W. Bush, considerou a execução “um marco importante”, mas admitiu que ela não levará à pacificação. O Reino Unido se dividiu entre o apoio à execução e seu compromisso, como membro da União Européia, de condenar a pena capital.

A UE condenou o enforcamento de Saddam, assim como Rússia e Índia . O Vaticano ressaltou seu repúdio à pena de morte e destacou o risco de mais violência. As reações oficiais no Oriente Médio à execução foram poucas. A Líbia decretou três dias de luto oficial.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
153