DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Mãe de nove bebês assassinados diz que não se lembra de todos os casos

A alemã de 39 anos que a polícia suspeita ter matado sucessivamente nove bebês logo após dar à luz, prestou depoimento e assegura que não lembra exatamente de todos os casos.

A suposta assassina não fez uma confissão completa, mas também não negou ter cometido os crimes, segundo explicou nesta terça-feira um porta-voz policial, em declarações à agência de notícias DPA.

A mulher diz que se lembra de alguns casos e de outros não, mas aparentemente o conjunto de sua declaração já está dando uma imagem aproximada do ocorrido, de acordo com essa fonte.

A polícia continuou nesta terça-feira o rastreamento do jardim de uma casa em Brieskow-Finkenheerd, no leste do país, onde, no domingo, foram achados os restos das crianças, enterradas entre 1988 e 2004. Os investigadores não descartam a possibilidade de novas descobertas.

Uma pessoa a quem a família da suposta assassina encarregou de uma limpeza foi quem alertou a polícia do achado. Alguns corpos estavam em vasos de plantas. A mulher, que está na prisão, não morava nessa casa, mas na cidade vizinha de Frankfurt de Oder e tem outros três filhos, já maiores, que não vivem com ela.

A casa era ocupada pela mãe e outro parente da suspeita, que foi vista visitando-os, segundo uma testemunha, com um bebê nos braços.

Segundo o jornal “Bild”, a mulher, nascida no povoado, ficou grávida pela primeira vez aos 18 anos e se casou com o pai da criança. A gravidez foi seguida de muitas outras, de pais diferentes, e aparentemente aí começou a série de assassinatos.

Bireskow-Finkenheerd é um povoado de 2.700 habitantes, próximo à fronteira com a Polônia, e segundo os vizinhos a família era normal e tranqüila.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
196