DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Locadora de carro é acusada de cobranças indevidas em Miami

Para muitos turistas que vêm à Flórida e precisam alugar um carro, a cobrança dos pedágios pode parecer complicada, especialmente os automatizados. Muitas locadoras cobram pelo serviço, porém, de modo diferente uma da outra, inclusive nos valores. Em passeio recente por Miami um casal de brasileiros recebeu uma cobrança da locadora de veículos que considera abusiva e injusta sobre os pedágios.

Amorim alugou um carro do dia 14 a 18 de novembro com a locadora Zig Zag em Miami e, segundo ele, circulou apenas por Miami Beach e algumas estradas no sul do estado, evitando as vias expressas conforme orientação da própria locadora. Entretanto, ao entregar o veículo, ele foi surpreendido pela alegação da locadora de que teria passado por vias com pedágios e que ele não tinha adquirido o Sunpass, cobrando então de $467,69 referente a 22 violações de pedágio, cada uma no valor de $25 dólares, segundo a companhia, que ficou com o dinheiro do depósito como “pagamento”. Amorim alega estar sendo lesado pela locadora que não emitiu prova das violações.

Para o gerente, que teve que voltar para São Paulo, de onde tenta resolver o caso, a cobrança é indevida e injusta, uma vez que apenas lhe orientaram a evitar trafegar nas Express Lanes – recomendação atendida, segundo o brasileiro e falta provas das supostas violações. “Não passei pela parte separada com cones na Express Lane. Percebi que havia placas sinalizando pedágio mesmo nas pistas normais e questionei o gerente se teria problemas. Fui apanhado em um grande esquema de cobrança indevida. Eles exigiram $ 600,00 como depósito de segurança e não retornaram o meu dinheiro como acordado. Me apresentaram uma planilha simples cobrando $ 14,00 sobre pedágio (até aqui tudo bem) além de $467,69 de violações de pedágio (que eles não me provaram com documentos oficiais que eu realmente recebi bilhetes)”, explicou.

O carro alugado pelo brasileiro em Miami. Foto: arquivo pessoal.

Amorim entrou em contato com a Zig Zag tão logo recebeu a cobrança para esclarecer. “Enviei e-mails e entrei em contato pelo telefone. O mesmo gerente com o qual eu fiz acordo no dia em que aluguei o carro, insiste no fato de que eu violei os pedágios e a cobrança é justa. Solicitei então o envio dos documentos do bilhete, mas eles não responderam e não provaram a verdade. Eu quero meu dinheiro de volta”, explica.

O brasileiro entende que agiram de má fé ao não explicar e fazer o contrato com dupla interpretação. “Eu realmente não adquiri o Sunpass, pois fui informado pelo gerente Alex, que eu somente o utilizaria caso passasse pela Express Lane. Como eu circularia somente em Miami Beach, indo até o Sawgrass e áreas vizinhas, evitando os pedágios, pensei que não seria necessário. Garantiram também que o transponder estaria desligado, uma vez que não precisaria dele. Além disso, percebi que fazem isso para induzir o cliente ao erro. Ou você adquire o Sunpass ou eles usam isso como punição e cobram depois”, salientou.

O paulista recebeu da locadora uma planilha constando somente os custos originais dos pedágios. “Não há qualquer documento, de uma autoridade oficial, que esteja cobrando o pedágio. Caso eu realmente tenha violado o pedágio farei o pagamento, mas preciso antes de tudo esclarecer estes fatos com a locadora, pois percebo que eles estão agindo de má-fé. Eles anexaram uma foto das placas de aviso, mas elas são unicamente para as linhas expressas, que eu não utilizei”, ressaltou.

Segundo Amorim, nas respostas obtidas até o momento da locadora, não há provas. “Mandaram apenas os valores e número de vezes em que passei pelos pedágios”, disse. Além da tentativa de acordo com a locadora, Amorim pediu ao banco o estorno do cartão de crédito e aguarda o prazo solicitado para verificação pelo banco de 20 dias. Também entrou com pedido de reclamação junto ao órgão de defesa do consumidor nos Estados Unidos.

O GAZETA entrou em contato com a empresa Zig Zag rent a car, e obteve a resposta que, por não ser parte legal do caso e nem representar o brasileiro em questão, não seriam repassados os detalhes sobre o caso. Na página da empresa no Facebook, há relatos de clientes cujas reclamações também envolvem o uso do transponder, a cobrança indevida no cartão de crédito e o não retorno do depósito.

Como funcionam

As Express Lanes ou “pistas expressas” são um tipo de pista gerenciada onde o fluxo de veículos é selecionado através de cobrança de pedágio automatizado, onde milhares de carros circulam diariamente. As principais rodovias da Flórida possuem a Express Lane, com maior fluxo na I-75, I-275 e a I-4, na área centro-oeste do estado; e a I-95, I-75 e I-595 na parte sudoeste e sul.

Cada locadora trabalha com uma forma diferente de cobrança para trafegar pelas vias expressas sem problemas. Muitas recomendam ter o Express Toll – que oferece utilização de todos os pedágios automatizados nas rodovias e pistas expressas da Flórida. Em caso de veículo alugado, a placa do carro é o registro para passar pelos pedágios. Cada vez que um veículo trafega em uma pista expressa automatizada, a placa do veículo é fotografada e uma notificação de utilização de via com pedágio expresso é gerada. O Express Toll permite também a utilização das rodovias operadas pela MDX (Miami-Dade Expressway Authority) e E-pass em torno de Orlando.

Há também a opção de utilizar o SunPass- programa de pedágio pré-pago que funciona com um dispositivo “transponder” que se conecta ao interior do pára-brisa ou fazer o pagamento dos pedágios em dinheiro. Contudo, muitas rodovias na Flórida não oferecem mais a opção de pagamento em dinheiro,como: Florida Turnpike entre saídas 1 e 47, State Road 953, 924, 878, 876, 874, 821, 618, 91, alguns trechos e portagens nas rodovias I-75 e I-92, além das pistas expressas na rodovia I-95. Já os principais pedágios não automatizados estão em Rickenbacker Causeway (acesso às ilhas de Virginia Key e Key Biscayne) e ponte Card Sound Bridge (ligação entre o sul de Miami-Dade County e o norte de Monroe County).

Cada locadora trabalha com uma forma diferente de cobrança.A locadora Sixt, também localizada em Miami, oferece o Express Toll Service no contrato pelo valor da taxa de 7,99 – 8,99 USD por dia + impostos(a variação do valor depende da localidade e categoria de veículo reservada) com trânsito livre por qualquer via sob pedágio no estado, comuso ilimitado de vezes.

O Florida Department of Transportation – órgão responsável pela implantação e fiscalização do tráfego – explica que as vias expressas são implementadas para dar vazão ao tráfego existente em caso de furacão e\ou outras evacuações de emergência e melhorar a conectividade do sistema entre as principais vias de acesso limitado, tendo nas cobranças de pedágios o principal meio de controlar o fluxo.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]

Tags: ,,,,,

Gazeta News
Gazeta News
225