DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Liberados 20 milhÕes de frangos suspeitos de ocntaminação

No último final de semana, técnicos da saúde pública e animal dos EUA colocaram sob embargo, em diversos estados, granjas cujos plantéis somam ao redor de 20 milhões de frangos. As aves estavam sob suspeita, pois receberam rações às quais se adicionaram rações “pet” contaminadas com um produto químico industrial, a melamina.

Pelo menos três agências governamentais norte-americanas – o Departamento de Agricultura (USDA), a Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA) e a Agência de Proteção Ambiental (EPA) – se debruçaram na realização de uma profunda análise de risco, na tentativa de esclarecer se a carne dos frangos alimentados com a ração contaminada apresenta algum perigo para a saúde humana, se ingerida.

Ontem saiu o resultado: pelo menos no caso em pauta, não há riscos (humanos) no consumo da carne de frangos (e também de suínos) alimentados com a ração contaminada. E não só porque a quantidade de contaminante detectada é relativamente pequena, mas também porque ele acaba diluído na elaboração da ração final.

Dessa forma, os animais retidos estão sendo liberados, podendo ser abatidos e entrar normalmente na cadeia alimentar. Uma estimativa preliminar indica que apenas no estado de Indiana (há vários outros estados envolvidos) 30 granjas produtoras de frangos e oito granjas matrizeiras foram abastecidas com a ração contaminada.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
153