DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Kanaan testará carro da BAR-Honda

Tony Kanaan, atual campeão da Indy Racing League (IRL), vai, finalmente, testar um carro de Fórmula 1: será o modelo da BAR, dia 29 de setembro, no circuito de Jerez de la Frontera, na Espanha. Kanaan compete com motores Honda na equipe Andretti-Green da IRL e a montadora japonesa possui 45% da BAR. “Trata-se apenas de um teste. Tenho contrato com a Andretti-Green até 2008 e estou muito bem na IRL”, disse o piloto, em Indianápolis, dia 19.

Quando o menino nascido na Bahia, há 30 anos, e criado em São Paulo, iniciou sua supervitoriosa carreira no kart, seu objetivo profissional já estava traçado: a Fórmula 1. Mas, de repente, depois da Fórmula 3 italiana, uma série de fatores, como poder contar com patrocinador caso fosse para os Estados Unidos, o fez desembarcar na Fórmula Indy Lights e, em seguida, a Fórmula Indy. A IRL foi decorrência da cisão da Indy.

A formação técnica de Kanaan, no Brasil e depois na Europa, o diferencia de outros profissionais que disputaram as categorias de base na América do Norte, pouco indicadas para quem planeja a Fórmula 1.

Esse motivo associado ao seu grande talento faria com que suas chances de ser um grande piloto da competição fossem grandes. “É um sonho, nunca escondi. Mas hoje minha vida está voltada para outro foco, o que também não quer dizer que a Fórmula 1 seja algo que eu exclua de meu futuro”, comentou em Indianápolis.

Parece não existir dúvida de que a presença de Gil de Ferran, seu amigo e ex-colega de IRL, como diretor-esportivo da BAR, tenha facilitado o teste, ainda que fosse já uma promessa da Honda, antes da chegada de Gil à equipe. Kanaan conquistou o título da IRL, ano passado, e hoje é vice-líder do campeonato. Domingo, no trioval de Nashville, foi obrigado a abandonar a corrida.

Red Bull – O time do austríaco Dietrich Mateschitz anunciou, hoje, que assinou a extensão do Acordo da Concórdia, como havia feito a Ferrari, em janeiro. O Acordo é um conjunto de regras que normatiza as relações das escuderias com a Formula One Management (FOM), empresa que gerencia a comercialização dos direitos de TV, a maior fonte de renda da Fórmula 1. O atual Acordo da Concórdia termina no fim de 2007.

Ferrari e Red Bull negociaram com Bernie Ecclestone, presidente da FOM, uma importante revisão nos valores a lhes serem repassados e concordaram com a extensão do Acordo, nessas novas bases, por mais cinco anos, portanto até o fim de 2012. A Red Bull usará motores Ferrari em 2006 e seu alinhamento com os italianos era já esperado. As demais oito equipes da Fómula 1 ameaçam promover um Mundial próprio caso parte de suas reivindicações não seja atendida. No fundo, o que se deseja é uma maior participação no arrecadado pela FOM.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
196