DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Júri acata acusações contra casal de fundadores da Renascer

O júri popular (“grand jury”) americano acatou as acusações contra o casal de fundadores da Igreja Renascer em Cristo – Estevam Hernandes Filho e Sônia Haddad Moraes Hernandes – detidos desde o início deste ano.

Na Justiça americana, essa sessão preliminar com o júri popular é um procedimento equivalente ao juiz aceitar ou não denúncia do Ministério Público, no Brasil. O juiz responsável pelo caso questiona um júri formado por 25 pessoas se há elementos que possibilitam a existência de um crime, após ouvir as partes envolvidas na acusação.

Previsto na Constituição dos EUA, o júri popular (“grand jury”) é um mecanismo para tentar evitar abuso de poder da polícia e não processar cidadãos sem que haja provas materiais.

O processo nos EUA segue paralelamente ao pedido de extradição feito pelo Brasil.

Os Hernandes foram detidos no aeroporto de Miami por terem declarado incorretamente à alfândega norte-americana que não carregavam mais de US$ 10 mil cada. O casal portava, entretanto, US$ 56 mil em espécie.

Nos EUA, Estevam e Sônia foram denunciados por declaração falsa à alfândega americana e contrabando de divisas.

No documento de acusação, os jurados americanos consideram que Estevam e Sônia “deliberadamente” e “intencionalmente” “conspiraram” e “se aliaram” para ocultar os dólares que superavam os US$ 21 mil declarados à alfândega “em artigos de bagagem e outros compartimentos”.

Tanto Sônia quanto Estevam foram acusados em cinco itens – três por declaração falsa à alfândega, um por contrabando de divisas e outro por conspiração – com penalidade máxima de cinco anos de detenção cada uma.

A defesa do casal da Renascer sustenta que houve somente um equívoco na declaração de valores à alfândega americana e que Sônia e Estevam passam por um constrangimento “injusto e absurdo”.

Pregação via satélite

No sábado(3), o casal Hernandes pregou simultaneamente para fiéis da Igreja Renascer em Miami e em São Paulo, via satélite. Em São Paulo, o culto aconteceu no Ginásio do Ibirapuera, e reuniu em torno de 10 mil fiéis. Hernandes descreveu o tempo que passou no cárcere como “inferno” e “pesadêlo”, mas viu um lado positivo no episódio, ao dizer que seria um modo de todos entenderem que têm parte no sofrimento de Cristo. Disse ainda que ele e sônia conseguiram até converter alguns detentos.

Embora não tenha revelado detalhes do quer viveu na prisão, Hernandes anunciou que escreverá um livro sobre o caso, e pediu aos fiéis que não nutram nenhum “sentimento de ódio”contra aqueles que tentam impedir sua cmainhada”.

Ao fim do culto, Sônia Hernandes sambou um pouco. No momento em que agradecia as orações feitas em favor do casal, Estevam abraçado à filha do casal, Fernanda Hernandes Rassmussen, suspeita de ter recebido pela Assembléia sem trabalhar de fevereiro de 2005 a setembro do ano passado. Ela receberia R$ 5.754,78 e seria lotada num cargo no gabinete do deputado Geraldo Tenuta, o Bispo Gê (PFL).

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
164