DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Juiz altera novamente decreto migratório de Trump

Share

O decreto excluía avós, primos e tios como parentes próximos. Foto: Fernando Frazão.

Um juiz federal do Havaí alterou parte do decreto do presidente Donald Trump sobre o impedimento temporário da entrada de cidadãos de seis países de maioria muçulmana – Irã, Líbia, Somália, Sudão, Síria e Iêmen- no território americano, ao determinar que “parentes próximos” de pessoas que residem nos Estados Unidos podem entrar no país.

Com a alteração, avós, netos, tios, sobrinhos, primos e cunhados — não podem ser impedidos de entrar nos EUA. O decreto excluía esses graus de proximidade familiar, permitindo apenas relação comprovada com pai ou mãe, marido ou mulher, filhos, enteados ou irmãos para ter acesso ao país.

A decisão do juiz Derrick Watson foi dada na quinta-feira, 13, e diminui um pouco a força do decreto. O texto é defendido pelo governo Trump como fundamental para a segurança nacional, ao evitar a entrada de terroristas no país.

No dia 30 de junho, a Suprema Corte autorizou a vigência do decreto em vigor, de forma parcial e temporária, suspendendo – até o momento – cinco meses de disputas em instâncias inferiores.

Com informações da Reuters.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Share

Tags: ,,

Gazeta News
Gazeta News
488