DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Jogadores da seleção chegam nesta segunda-feira à capital da Noruega

Hotel de acomodações simples, com dois jogadores em cada quarto, e viagem com bilhete da classe econômica. Com um corte nas mordomias de que desfrutou o grupo que fracassou no Mundial da Alemanha, a Seleção Brasileira se apresenta nesta segunda-feira pela primeira vez ao técnico Dunga para o amistoso de quarta-feira contra a Noruega, em Oslo. Os atletas vão chegar de vários locais da Europa, em horários diferentes, e devem seguir de táxi até a concentração.

Não haverá, como das outras vezes, ônibus ou carros especiais à espera de cada um.

No Holmenkollen Park, um dos mais tradicionais de Oslo, mas sem o conforto dos hotéis das grandes redes internacionais, a equipe vai ter de conviver com outros hóspedes. Está encerrada a “blindagem” com a qual se acostumara o grupo anterior. Os seguranças contratados para cuidar da Seleção já receberam a orientação de que devem interferir o mínimo possível na rotina do hotel. Melhor para Dunga, o primeiro a se insurgir contra as regalias defendidas pelos jogadores mais veteranos na Seleção antes da última Copa do Mundo.

Em sua estréia como treinador, ele vai poder ver em ação vários atletas com passagem por times de base da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Observará sobretudo como os jogadores se relacionam num ambiente diferente, como o do frio norueguês às vésperas de um amistoso do Brasil. Dunga e seu auxiliar Jorginho vão comandar apenas um treino em Oslo, amanhã, uma atividade para reconhecer o gramado do Ullevaal Stadion.

Para esse primeiro jogo da Seleção depois da eliminação no Mundial, Dunga deixou fora os laterais Cafu e Roberto Carlos, que anunciou a intenção de nunca mais atuar pelo time, os meias Kaká e Ronaldinho Gaúcho e os atacantes Ronaldo e Adriano. Sobrou apenas uma grande atração: o ex-santista Robinho, reverenciado, ontem, pelas ruas do centro de Oslo por um pequeno torcedor da Noruega, um menino de 8 anos. De cabelos louros, ele caminhava vestindo a camisa 7 da Seleção Brasileira, com o nome de Robinho, e conduzia uma bola com alguma intimidade pela calçada. Ficou encabulado com a presença de estranhos e nem sequer disse como se chamava.

Pelo amistoso, a CBF receberá em torno de U$ 1,5 milhão. Vai ser o quarto confronto entre Brasil e Noruega. Até agora, a seleção européia venceu duas partidas – 4 x 2, em 1997, em Oslo; e 2 x 1 na Copa de 1998, na França — e houve um empate (1 x 1, em 1988, também na capital norueguesa). O jogo de quarta-feira começa às 15h10, horário de Brasília, com transmissão pela TV.

Convocados

Os convocados são os seguintes: Goleiros: Gomes (PSV) e Fábio (Cruzeiro); Laterais: Cicinho (Real Madrid), Maicon (Inter de Milão), Gilberta (Hertha Berlim) e Marcelo (Flu); Zagueiros: Lúcio (Bayern de Munique), Juan (Bayer Leverkusen), Luisão (Benfica) e Alex (PSV); Apoiadores: Gilberto Silva (Arsenal), Edmílson (Barcelona), Elano (Shakathar), Jônatas (Fla), Dudu Cearense (CSKA), Morais (Vasco) e Wagner (Cruzeiro); Atacantes: Robinho (Real Madrid), Fred (Lyon), Vágner Love (CSKA) e Daniel Carvalho (CSKA).

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
222