DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Irma muda direção e deve atingir costa oeste da Flórida

Share

Irma deve atingir a costa oeste da Florida com maior impacto. Foto: NOAA

O furacão Irma atingiu Cuba durante a noite de sexta-feira, 8, como tempestade de categoria 5, depois caiu para categoria 4 e mudou de curso em direção à costa oeste da Flórida, devendo chegar ao estado na noite deste sábado, 9, e início de domingo, de acordo com o National Hurricane Center.

Irma enfraqueceu e se move agora na categoria 4, com ventos máximos sustentados de 130 mph e estava a cerca de 225 milhas de Miami, movendo-se a oeste-noroeste a 12 mph.

O olho do furacão deve tocar perto de Florida Keys no início da manhã de domingo, antes de se dirigir a costa sudoeste do estado em direção a Tampa Bay, no domingo à tarde e na noite, de acordo com o NHC.

“(O núcleo) está previsto agora para passar pelas áreas mais baixas, não para Key West, e depois para Naples até Cape Coral, com um vento da categoria 4 de 140 mph.

Mesmo com Irma apontandopara a costa ocidental da Flórida, o litoral leste do estado permanece em grave perigo de inundações de tempestade, disseram os meteorologistas.

Ainda neste sábado, autoridades pediram a quem tivesse em Florida Keys para sair de lá imediatamente.A região sentirá o primeiro impacto.

As acumulações de precipitação no sudeste da Flórida e em Florida Keys devem atingir 10 a 15, com totais de até 20 polegadas. O leste da Flórida até a costa até a Geórgia deverá receber 8 a 12 polegadas, de acordo com o National Hurricane Center.

Naples, Fort Myers e outras comunidades na costa oeste da Flórida devem ser atingidas com maior impacto. Irma deve tocar o estado próximo a Tampa ou mais a oeste, como tempestade da categoria 4, o que deverá acontecer entre o início do domingo e o início da segunda-feira.

As rajadas de vento na Flórida já estavam começando no início deste sábado, com o Aeroporto Internacional de Miami relatando ventos de 59 mph.

Autoridades ordenaram retirada de 5,6 milhões de moradores do estado e as estradas continuam lotadas sentido norte e outros estados.

O sul da Flórida já está experimentando cortes de energia, de acordo com a Florida Power & Light Company. A partir das 3 da manhã, em Miami-Dade, houve 9.613 interrupções que afetam 1.124.252 clientes. No Condado de Broward, que inclui Fort Lauderdale, houve 456 interrupções que afetam 939.339 clientes. A Flórida, por sua vez, deve antecipar cortes de energia de um dia, disse a FEMA.

Toque de recolher

As autoridades de West Palm Beach, na Flórida, decretaram um toque de recolher no sábado, enquanto em Miami Beach a avenida Ocean Drive, geralmente lotada com suas famosas lojas e restaurantes, estava deserta.

Os últimos voos partiram na sexta-feira à noite do Aeroporto Internacional de Miami e do Aeroporto Internacional Fort Lauderdale-Hollywood. O aeroporto de Miami permanece oficialmente aberto, enquanto o aeroporto de Fort Lauderdale segue fechado no sábado e domingo.

Em sua passagem pelo Caribe, a tempestade causou ao menos 21 mortes contabilizadas até o momento e o impacto na costa dos EUA será “devastador”, segundo previsão do NHC.

Quase 14 mil soldados americanos foram enviados a Porto Rico, Ilhas Virgens e Flórida para apoiar os trabalhos de resgate e retirada de moradores, informou o Pentágono.

Cuba

Mais de um milhão de pessoas deixaram suas casas em Cuba. Nas zonas turísticas da costa norte do país, mais de 10 mil turistas estrangeiros e milhares de cubanos foram levados para locais seguros.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Share

Tags: ,

Gazeta News
Gazeta News
488