DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Irma: Flórida prepara para evacuação em massa

O furacão Irma, o maior já registrado no Oceano Atlântico, com categoria máxima 5, na manhã desta quinta-feira, 7, pode provocar evacuação em massa à medida que se aproxima da Flórida.

Em pronunciamento na manhã desta quinta-feira, o governador Rick Scott alertou aos moradores que “Se você pode deixar o estado, faça isso o mais rápido possível”. Apesar de nem todas as áreas estarem sob ordem de evacuação obrigatória, o aviso é para quem puder deixar a Flórida.

Cerca de 100 mil pessoas no condado de Miami-Dade, muitos em áreas baixas, foram submetidas a uma ordem de evacuação obrigatória para esta quinta-feira. Principalmenteas cidades costeiras nas zonas A e B – as duas mais próximas da costa. A Zona A inclui a maior parte de Coastal Miami-Dade, incluindo Key Biscayne, enquanto a Zona B inclui Miami Beach, o bairro da Brickell Avenue de Miami, mais áreas terrestres e outras cidades à beira-mar.

Por segurança é recomendável que evitem o uso da via mais direta para o destino em Miami Beach, que incluem: A1A Northbound / Collins Avenue, 41 Street para Julia Tuttle Causeway e 5 Street para MacArthur Causeway a oeste.

O Condado de Broward também ordenou evacuação para moradores da área leste da US-1 a partir do meio-dia desta quinta.

Agentes da Patrulha Rodoviária da Flórida estão monitorando o aumento no trânsito em direção ao norte da Turnpike, à medida que as pessoas evacuam o sul do estado. O Irma deverá chegar à Flórida no início da manhã de domingo, 10.

Rotas de evacuação limitadas

A orientação é de que as pessoas iniciem a evacuação tão logo puderem por causa dos engarrafamentos nas estradas principais.

“Um problema com uma evacuação em massa é que a Flórida depende de duas rodovias primárias que vão para o norte e o sul: I-95 ao longo da costa leste e I-75 mais a oeste. Essas estradas, bem como o Florida Turnpike, US-27 e outras estradas menores que correm para o norte, serão “tremendamente” entupidas se a tempestade chegar, disse o senador da Flórida Bill Nelson.

“Se este monstro vier até a península da Flórida, você terá uma migração em massa do sul para o norte, e vai obstruir as estradas de maneira tremenda”, disse Nelson. “Portanto, se você vai evacuar, uma vez que a ordem de evacuação é dada, não espere”.

O senador Marco Rubio, da Flórida, disse que as evacuações no município de Monroe e partes de Miami Beach já estavam colocando pressão sobre rodovias dirigidas para o norte.

As câmeras do Departamento de Transporte da Flórida já apresentaram tráfego pesado na I-75, perto do meio-dia de Tampa da última quarta-feira.

Impacto na Flórida

Os impactos diretos ainda devem ser sentidos no domingo, 10, e na segunda-feira,11. Vento, tempestade, chuvas fortes e o risco de clima severo continua a ser uma ameaça na costa leste da Flórida e também na área Central.

O prefeito de Jacksonville, Lenny Curry, declarou o estado de emergência na quarta-feira,6, já que todos os condados de Duval, Clay, Nassau e St. Johns cancelaram aulas para escolas públicas de sexta-feira a segunda-feira, com exceção de St. Johns.

A área da Central Florida está sob aviso de inundação. Os ventos de Irma devem permanecer no status de categoria 4 ou categoria 5 enquanto estiverem em águas muito quentes nos próximos dias. O Irma atingiucom “violência extrema” as ilhas de Barbuda, San Bartolomé e San Martín, causando inundações e destruição de infraestruturas. Já foram registradas 11 mortes.

O governador da Flórida, Rick Scott, disse na manhã desta quinta-feira que se prepara para uma tempestade “com potencial para devastar o Estado”. Ele enfatizou, ainda, que o Irma “é maior, mais forte e mais rápido do que Andrew que devastou o estado há 25 anos.

A chance de a tempestade impactar a Flórida levou o governador a emitir estado de emergência na segunda-feira em todos os 67 municípios. Scott também ativou 1.000 membros do Florida Air e da Guarda Nacional do Exército para ajudar com a preparação para o furacão.

A tempestade estava centrada cerca de 110 milhas a norte de Punta Cana, República Dominicana, e está se movendo em cerca de 17 mph com ventos máximos sustentados perto de 180 mph.

A maior questão é sobre o tempo da curva neste fim de semana, se pode mudar de rota ou não, segundo o meteorologista-chefe da WESH 2, Tony Mainolfi.

O núcleo do furacão continua a passar ao norte de Porto Rico nesta quinta-feira, deve passar perto ou a norte da costa de Hispaniola e atinge o sudeste das Bahamas até a noite de hoje.

O olho do furacão Irma continua a mover-se para oeste-noroeste da costa norte da Hispaniola e indo para as Ilhas Turcas e Caicos.

“Ainda há incerteza”, disse Mainolfi. Irma destruiu áreas das ilhas do Caribe Oriental, e se direciona para a região do Haiti, República Dominicana e Cuba, antes de chegar à Flórida, que está em alerta vermelho.

O furacão Irma terá um impacto “realmente devastador” quando chegar à costa da Flórida, segundo o diretor da agência de gestão de emergências dos EUA, Brock Long, em entrevista à CNN.

“A maior parte das pessoas ao largo da costa nunca experimentou um furacão como este. Será realmente devastador”, disse.

Ele lembrou que os EUA foram atingidos por furacões da categoria 5 só 3 vezes desde 1851.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]

Tags: ,,

Gazeta News
Gazeta News
224