DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Indústrias da Flórida apóiam permissão de trabalho para imigrantes ilegais.

Encontrando-se com poucos trabalhadores qualificados, os produtores e construtores disseram que eles permitiriam o aumento do mercado de trabalho com trabalhadores estrangeiros, assim como propôs a ambiciosa lei imigratória revelada mês passado.

A lei bipartidária,lançada dia 12 de maio pelo Senador Republicano John McCain do Arizona, e o Senador Democrata Edward Kennedy de Massachusetts, abriria caminho para milhões de imigrantes indocumentados que vivem nos Estados Unidos.

Os imigrantes ilegais teriam de pagar $ 2,000 dólares para obter a autorização de trabalho.Outra cláusula permitiria a adição de 400,000 trabalhadores com habilidades comuns para virem de outros países, e todos teriam a opção de pedir residência permanente depois de 6 anos.

Os oponentes à lei, dizem que esta é uma anistia que poderia esmagar agências de imigração e causar uma depressão nos salários. Mas as empresas que estão à procura de homens e mulheres para preencherem trabalhos nos campos agrícolas ou construções,viram esta lei como um avanço.

“Nós estamos aqui acuados e nós sabemos o que acontece, e isso está pedindo uma solução” disse John Thomas, fundador da Thomas Producer,Inc., referindo-se ao número de imigrantes ilegais que entram nos Estados Unidos todos os anos procurando por trabalho.

A empresa Thomas Producer Inc., esta localizada em Boca Raton, e produz tomates, pimentas e vagem. A empresa proporciona de 2,000 á 3,000 empregos temporários por ano.

Thomas disse que sua empresa pede documentção própria para todos os trabalhadores como: Seguro Social e carteira de motorista. Mas ele diz que esta tendo dificuldades para encontrar trabalhadores legais para sua empresa, e está preocupado com os documentos falsos.

Empresas de Construção.

As empresas de construção também apóiam a lei. “Nós temos mais trabalho do que pessoas para fazê-lo”disse John Siegel, Vice Presidente Executivo da Associação de Construção do Sul da Flórida. Enquanto muitos trabalhos de construção pagam muito bem,disse ele, os pais americanos fortemente encorajam seus filhos a obterem
diploma universitário ao invés de licença para trabalhos temporários.

“Nossos filhos querem ser médicos, advogados, e especilistas de computação. Eles não querem trabalhar do lado de fora. Eles não querem trabalhar com as mãos,”disse Siegel.

A lei que colocaria empresários americanos e empregados estrangeiros juntos, inclui previsões de que farão checagem criminal em seus empregados, desconto de imposto e colocarão regras para falar inglês.

Estudiosos estimam que há entre 10 á 12 milhões de imigrantes ilegais nos Estados Unidos.

É esperado que comecem um debate á respeito dessa medida em Julho.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
197