DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Indonésia: transmissão humana da gripe aviária é confirmada.

JACARTA – A Organização Mundial da Saúde (OMS) concluiu que os sete membros de uma mesma família de Sumatra, Indonésia, morreram por transmissão entre humanos do H5N1, a cepa mais letal do vírus da gripe aviária.

A primeira vítima letal no grupo estudado, uma mulher, foi contaminada por aves e, depois, espalhou a doença entre seis outros parentes. Todos morreram no mês passado.

Mais uma vez, a OMS descartou totalmente a hipótese, tão temida pela comunidade científica, de que o vírus H5N1 tenha passado por mutações genéticas, tornando-se capaz de passar facilmente de pessoa para pessoa em larga escala. Então, por que aconteceu esse tipo de transmissão em Sumatra, ainda que apenas em um pequeno grupo? “Os seis casos confirmados contraíram H5N1 por contato próximo e prolongado com a mulher (primeiro caso do grupo) durante os últimos estágios de sua enfermidade”, explicam os técnicos em relatório da OMS.

Os especialistas ainda não conseguiram, porém, explicar por que só parentes consangüíneos foram infectados – não houve casos de transmissão de esposa para marido, por exemplo. O relatório teoriza que a família compartilhava uma “predisposição genética comum para infecção pelo H5N1 com resultados fatais”, mas não há evidências que comprovem essa tese.

Jeff Mariner, veterinário da Universidade Tufts a serviço da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) na Indonésia, informou também que a doença está mais disseminada entre aves da região do que se imaginava. “Desconfiávamos que os dados estavam dramaticamente subestimados, mas não tínhamos noção de que o H5N1 estivesse tão espalhado”, disse Mariner.

Um caso de sonegação de informação sobre a gripe aviária foi revelado hoje. Em uma carta dirigida à publicação científica The New England Journal of Medicine, oito médicos chineses de instituições de prestígio denunciam que um caso fatal de contaminação pelo H5N1 em novembro de 2003 não foi divulgado pelas autoridades.

A vítima, um homem de 24 anos, morreu de gripe aviária dois anos antes de Pequim anunciar oficialmente o primeiro caso humano da doença no país. A Malásia se declarou hoje oficialmente livre da gripe aviária, após três meses sem qualquer registro de casos de contágio do vírus H5N1 no país.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
223