DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Indocumentados da Califórnia poderão receber bolsas de estudo.

Uma iniciativa de lei que propõe dar aos estudantes indocumentados a oportunidade de receber bolsas de estudo ou empréstimos universitários, foi aprovada no Comitê de Educação Superior da Assembléia da Califórnia.

A medida SB 160 do senador estatal Gil Cedillo poderá beneficiar, principalmente, estudantes indocumentados inscritos em universidades públicas da Califórnia e colégios comunitários do estado. “Muitos estudantes indocumentados estão entre os mais inteligentes, e está sendo negada a eles a oportunidade de competir, de melhorar, e de contribuir para a nossa economia”, disse Cedillo, democrata de Los Angeles.

A medida recebeu o apoio de vários estudantes provenientes de universidades e colégios comunitários em todo o estado, assim como da Univesidade da Califórnia (UC), e da Universidade Estatal da Cali-fórnia (CSU).

Somente aqueles que tenham estudado no curso secundário por pelo menos três anos, e que tenham graduado-se em uma escola da Califórnia poderão ser elegíveis. Assim mesmo, teríam que comprometer-se a buscar meios de legalizar-se no país.

A Califórnia é um dos poucos estados do país que permite que estudantes indocumentados paguem pelo curso como residentes, e não como estrangeiro, graças à lei AB 540. A lei, de autoria do falecido senador estadual Marco Firebaugh, foi assinada em 2001 pelo ex-governador Gray Davis, e entrou em vigor em 2002, o que permitiu a estudantes indocumentados economizarem algo em torno de $17 mil por ano. “Fui aceita nas universidades de UC e CSU, mas por circunstâncias econômicas não posso ir. Tenho que conformar-me em ir ao colégio comunitário. Isso não deve acontecer com mais ninguém”, disse Cora, uma estudante latina, que preferiu não revelar seu sobrenome.

Atualmente, os estudantes indocumentados não podem receber nenhum tipo de bolsa do estado, ou assistência financeira. Para os críticos da nova lei, a iniciativa roubará oportunidades de estudantes que são residentes legais ou cidadãos. Eles acreditam não ser justo premiar jovens que continuam sem resolver seu status migratório.

“Muitos destes estudantes viveram aqui por anos, são parte da nossa comunidade e de nossa sociedade. O que queremos é que ao estudar aqui, permaneçam na Califórnia, para que assim não percamos o investimento escolar de cada um deles, e que no futuro, possam trabalhar e contribuir para a nossa economia”, disse Eric Guerra, porta-voz do senador Cedillo.

A educação pública da Califóronia recebe dois terços do orçamento estadual. Este ano, o governador da Califórnia, Arnold schwarzenegger, planeja destinar $55,1 milhões para educação, a maior cifra da história.

De acordo com as leis da Califórnia, todo estudante menor de 18 anos, incluindo aqueles indocumentados, têm o direito de receber educação pública. A cada ano, cerca de 25 mil estudantes indocumentados se graduam em escolas estaduais.

A lei SB 160 foi aprovada por quatro votos a favor e um contra, e agora será analisada pelo Comitê de Dotações Orçamentárias, antes de chegar ao plenário da Câmara.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
225