DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Inbev usa 'ginga brasileira' para lançar Brahma em 15 países

A cervejaria Inbev, resultado da fusão no ano passado da brasileira Ambev com a belga Interbrew, está promovendo nesta terça-feira o lançamento internacional da Brahma.
A cerveja será introduzida simultaneamente no mercado de 15 países – Estados Unidos, Reino Unido, Canadá, Rússia, Ucrânia, França, Espanha, Malta, Chipre, Itália, Espanha, Bélgica, Portugal, Luxemburgo e Holanda.

Na campanha publicitária, que deve contar com CDs de música e anúncios na TV em diversos idiomas, a companhia tentará utilizar a imagem da “ginga” dos brasileiros para vender a cerveja.

“O interesse pelo Brasil cresce ao redor do mundo, e na hora certa a Brahma oferece o gosto da cultura brasileira, uma cultura em que as pessoas encaram a vida com um brilho sem esforço ou, como dizem os brasileiros, com ginga”, disse o vice-presidente de marketing da Inbev, Devin Kelly.

Mesmo tendo a campanha traduzida para os diversos idiomas dos países onde a cerveja será vendida, todos os textos presentes no rótulo da garrafa de cerveja são em português.

Inclusive o slogan da Brahma no exterior não é traduzido: “Cerveja do Brasil desde 1888”.

“Ginga é uma atitude e um estilo de vida com base numa visão de vida otimista e criativa. É o jeito como os brasileiros andam, se mexem, a forma como jogam futebol, e agora isso está na Brahma”, diz o material publicitário da empresa.

“Os consumidores ao redor do mundo talvez não estejam esperando por uma nova cerveja, mas sabemos que todos eles precisam um pouco mais de ginga”, disse Brent Willis, chefe do departamento comercial da Inbev.

Mais leve

A Brahma “internacional” vai ser produzida na Holanda e na Rússia. E seu sabor é ligeiramente diferente daquele da cerveja do Brasil, um pouco mais leve.

A empresa explica que essa diferença é resultado de uma nova fórmula para que a bebida tenha mais tempo de validade para o consumo – algo necessário, já que ela terá se ser transportada do país de fabricação ao destino final.

A Intrerbrew e a Ambev se juntaram em março de 2004. A Inbev espera faturar 140 milhões de euros (cerca de R$ 500 milhões de reais) em negócios conjuntos até 2007.

Eles esperam que as vendas da Brahma fora do Brasil contribuam com 30 milhões de euros (R$ 107 milhões) nesse período.

A Inbev poderia ter escolhido lançar internacionalmente a Skol, cerveja mais vendida no Brasil, mas o nome Brahma “é mais favorável comercialmente, e a fórmula leve da Brahma é mais próxima do que os consumidores demonstraram querer nas pesquisas feitas pela empresa”, segundo Willis.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
196