DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Imprensa portuguesa destaca acusações envolvendo Telecom

O presidente da Portugal Telecom, Miguel Horta e Costa, negou que a empresa tenha tido qualquer envolvimento com o escândalo de corrupção no Brasil, segundo reportagem publicada no site do jornal português Expresso.

O site cita uma entrevista dada ao Diário Econômico, em que Horta e Costa afirma que “nunca se reuniu com representantes” do Partido dos Trabalhadores ou do Partido Trabalhista Brasileiro.

Na entrevista, o presidente da Portugal Telecom teria dito também que a empresa “nunca financiou, não financia e nunca financiará partidos políticos no Brasil ou em qualquer outro país do mundo”, negando que a companhia tenha contribuído para o caixa 2 do PT.

Ele ainda teria afirmado que “é uma heresia dizer uma coisa dessas”, quando perguntado se a empresa financiou partidos ou campanhas políticas no Brasil.

De acordo com o jornal, Horta e Costa, no entanto, reconheceu ter se encontrado com o publicitário Marcos Valério em Portugal, mas apenas para discutir uma possível aquisição da Telemig, cuja conta publicitária era da agência de Marcos Valério.

O possível envolvimento da Portugal Telecom no escândalo também foi noticiado por outros jornais portugueses.

O Público também publicou o desmentido da Portugal Telecom, e o Correio da Manhã disse que as declarações do deputado Roberto Jefferson à Folha de São Paulo – de que havia uma operação com o objetivo de angariar 35 milhões de euros junto à Portugal Telecom e ao Banco do Espírito Santo – “caíram como uma bomba em Portugal e no Brasil”.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
165