DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Imigrantes anunciam novos protestos.

As organizações latinas dos Estados Unidos pretendem mobilizar um milhão de pessoas pedindo a legalização de todas as pessoas, em 7 de setembro, quando o Congresso retomará suas atividades.

– “O que pedimos é a legalização para todos e que parem de uma vez por todas com as deportações”, disse hoje à ANSA, Eugenio Arene, dirigente da Coalizão Nacional de Imigração da área metropolitana da capital federal (NCIC, sua sigla em inglês).

Arene indicou que na quinta-feira, 7 de setembro, estão esperando “um milhão de pessoas para protestar frente ao Capitólio de Washington”, provenientes “de toda a costa leste dos Estados Unidos, da Flórida a Maine”.

O protesto de Washington forma parte de uma série de ações por causa do Dia dos Trabalhadores, que se celebra em 4 de setembro um dia antes de o Congresso terminar seu recesso de verão.

Jaime Contreras, dirigente da NCIC, indicou que as mobilizações estão programas para acontecerem na frente do regresso dos congressistas em Washington “para continuar a pressão para que votem a favor dos imigrantes nas semanas finais da sessão legislativa”, antes das eleições de novembro.

Em Chicago, as organizações latinas planejam uma marcha massiva para sexta-feira, 1 de setembro, na frente da casa do congressista republicano Dennis Hastert, presidente da Câmara de Deputados.

Na segunda-feira, dia 4, comunidades do Arizona protestarão na cidade de Phoenix e em Los Angeles, e está planejada uma mobilização massiva para sábado 9 de setembro.

“Na capital devemos sair para representar todos os imigrantes do país”, indicou Contreras, acrescentando que a mobilização da capital conta com o apoio de quarenta organizações latinas.

Arena sustentou: “agora esperamos convocar mais pessoas das que já reunimos nas marchas do começo do ano”, quando os imigrantes saíram pela primeira vez às ruas de todas as cidades dos Estados Unidos para pedir uma Reforma migratória que regulariza a situação dos doze milhões de imigrantes ilegais que vivem no país.

No Congresso, a reforma migratória enfrenta problemas frente à negativa dos deputados republicanos, que são maioria, de aceitar o projeto de lei do Senado que pretendia a regularização da maioria das pessoas sem documentos.

O projeto aprovado pelos Deputados em dezembro de 2005, o HR 4437, propõe deportar todas as pessoas sem documentos, o que motivou os protestos no começo deste ano.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
222