DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Imigração do aeroporto de NY detém ex-chefe de polícia americano

Foto: CNN.

O ex-chefe de polícia aposentado, Hassan Aden, bastante conhecido por funcionários do setor aéreo americano, principalmente na Carolina do Norte, foi barrado pelo setor de imigração do aeroporto de NY ao voltar da França, na semana passada.

Hassan Aden, ex-chefe policial de Greenville (NC), foi detido e levado para a sala de interrogação e inspeção após entregar o passaporte a um oficial do Customs and Border Protection (CBP) do JFK International Airport, em Nova York.

O jeito ríspido com o qual foi tratado pelo oficial de imigração do aeroporto incomodou o aposentado. “Entreguei meu passaporte sem dizer nada, ele olhou para mim com uma expressão brusca e simplesmente perguntou se eu estava viajando sozinho. Eu disse que sim e ele me levou para a sala de interrogação onde permaneci por cerca de uma hora e meia”, escreveu em sua página do Facebook.

Segundo Aden, mesmo informando ao oficial do CBP que era um ex-chefe de polícia e cidadão americano, nada impediu que ele fosse detido.

O ex-policial que tem hoje uma empresa de consultoria e por isso viaja com frequência pelo país e algumas vezes para o exterior, pois sua mãe mora na França. Ele ficou incomodado com o modo rude do oficial. “A ignorância do funcionário deveria desqualificá-lo como funcionário do CBP. Mas talvez o medo e a detenção sejam a nova missão do CBP e a Constituição é uma mera sugestão”, afirmou Aden.

O ex-policial enfatizou com o episódio que, como um ex-policial ele concorda que determinados critérios tenham que ser cumpridos e que uma detenção razoável para investigação não é imprópria, porém, o importante é saber o “razoável ”.

O CBP divulgou uma declaração à CNN, mas não explicou detalhes sobre o ocorrido. “Devido à Lei de Privacidade, não podemos comentar casos específicos, mas todos os viajantes que chegam aos EUA estão sujeitos à inspeção do CBP”, disse o comunicado. O órgão mencionou ainda que está comprometido com o tratamento justo, imparcial e respeitoso de todos os membros do comércio e dos viajantes, e tem comemorado o seu compromisso das políticas existentes de não discriminação.

Aden mencionou que aprecia o “trabalho difícil e perigoso” que os agentes do CBP executam, mas quando estão lidando com cidadãos americanos, a razoabilidade deve entrar em jogo.

Ele questionou o motivo de ter ficado detido por 90 minutos quando cerca de 25 estrangeiros que também haviam sido levados para a sala , foram rapidamente liberados. “Suas detenções foram razoáveis ​​e apropriadas, mas duraram talvez 5 minutos ou mais, apenas enquanto seus passaportes eram verificados”, declarou.

Fonte: CNN.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Tags: ,,,

Gazeta News
Gazeta News
236