DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Governo federal dá mais um canal de TV à Igreja Renascer

O governo federal concedeu à Igreja Renascer em Cristo mais um canal de TV, informa nesta quarta-feira(31) o colunista da Folha Daniel Castro.

O Ministério das Comunicações publicou portaria no “Diário Oficial” de segunda-feira Apesar dos escândalos envolvendo os líderes da instituição, Sônia Haddad Hernandes e Estevam Hernandes, que atualmente estão nos Estados Unidos.

Na portaria, o ministério autorizou a Ivanov Comunicação e Participações Ltda. (empresa registrada no mesmo endereço da sede administrativa da igreja) a retransmitir em Vila Velha (ES) os sinais gerados pela Fundação Evangélica Trindade, concessionária do canal 53 em São Paulo.

A Fundação Trindade foi criada pela Renascer nos anos 80 especificamente para obter uma geradora de televisão “educativa”, que não exige concorrência pública, explica Daniel Castro. Com a geradora em São Paulo, que tem o nome comercial de Rede Gospel, a igreja pediu ao governo, no ano passado, uma série de retransmissoras –o canal será o quinto da Rede Gospel.

Entenda o caso

Os Hernandes foram detidos no aeroporto de Miami por terem declarado incorretamente à alfândega norte-americana que não carregavam mais de US$ 10 mil cada. O casal portava, entretanto, US$ 56 mil em espécie. A defesa do casal sustenta que houve somente um equívoco na declaração de valores. (Saiba quais são as acusações que existem no Brasil contra os fundadores da Igreja Renascer.

A primeira audiência na Justiça americana com o casal foi adiada novamente na última segunda-feira, a pedido da bispa Sônia e do apóstolo Estevam Hernandes (saiba mais). A audiência foi remarcada para o dia 6 de fevereiro e deve definir se os dois serão indiciados pelas acusações de declaração falsa à alfândega americana e contrabando de divisas.

O casal ficou preso no Centro de Detenção Federal, na região central de Miami, mas depois os dois foram transferidos para detenções da polícia de imigração.

Estevam seguiu para o Centro de Detenção Krome, enquanto sua mulher foi levada para uma prisão em West Palm Beach, próxima de Boca Raton, cidade onde o casal possui uma mansão. Na semana passada, no entanto, eles foram liberados, mas em condicional, e não podem sair da Flórida.

No Brasil, que pede a extradição do casal, Sônia e Estevam são acusados de lavagem de dinheiro, falsidade ideológica e estelionato.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
152