DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Governo confirma que não há sobreviventes do acidente aéreo na Nigéria

As 117 pessoas que estavam a bordo do Boeing 737 que caiu no sudoeste da Nigéria estão mortas, informou neste domingo o governo em comunicado oficial. A aeronave da companhia áerea Bellview Airlines perdeu o contato com a torre de controle minutos depois de decolar do aeroporto de Lagos em meio a uma tempestade que atingia a capital da Nigéria, Abuja, no sábado à noite.

A fuselagem do avião foi encontrada a 30 quilômetros de Lagos neste domingo.

“O governo federal anuncia com pesar o lamentável acidente áreo da Bellview Airlines (…) que matou todos os passageiros e a tripulação”, informava o comunicado. O governo anunciou luto por três dias pelo acidente.

A porta-voz do estado vizinho de Oyo, Adela Okolo, chegou a dizer que mais da metade dos passageiros havia sobrevivido.

As autoridades disseram que o avião fez uma chamada de emergência minutos depois da decolagem, indicando que o avião apresentava um problema técnico.

A rádio estatal informou ainda que vários funcionários de alto escalão do governo estavam no avião, mas não informou quantos eram.

A Bellview Airways é muito utilizada pelos estrangeiros que vivem no país. Diplomatas ocidentais temiam que vários de seus cidadãos estivessem a bordo, incluindo uma autoridade consular americana.

Dezenas de vôos fazem diariamente o trajeto entre Lagos – uma das maiores cidades do mundo – e Abuja, no coração do país mais povoado da África.

A porta-voz da Boeing, Liz Verdier, disse que à rede de televisão CNN, por telefone, que a companhia trabalhará com o Conselho Nacional de Segurança no transporte americano se for solicitada ajuda em alguma investigação. Segundo ela, o 737 era “o cavalo de batalha da frota mundial comercial”.

Parentes desesperados dos passageiros choravam e rezavam no aeroporto de Lagos, enquanto um funcionário da companhia aérea lia em voz alta a lista de passageiros.

Mais de 140 pessoas morreram em maio de 2002 quando um avião nigeriano caiu sobre a cidade de Kano, matando todos o que estavam a bordo e muitos outros em terra.

Os aviões que vão para Abuja normalmente não voam sobre o oceano, mas Lagos está na Costa e o aparelho poderia ter feito um breve desvio sobre o mar para evitar a tempestade elétrica, segundo funcionários aeronáuticos.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
245