DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Governo acusa pirata virtual de invadir sites da Nasa

O governo norte-americano acusa um romeno de invadir mais de 150 computadores dos Estados Unidos, causando prejuízos de cerca de US$ 1,5 milhão (cerca de R$ 3,2 milhões) à Agência Espacial Norte-americana (Nasa), Departamento de Energia e Marinha.

Victor Faur, 26, responderá por nove processos por invasão de computadores e um por conspiração. O romeno pode ser condenado a 54 anos de prisão se considerado culpado de todos os crimes, segundo afirmou na última semana Thom Mrozek, porta-voz da procuradoria dos EUA. A possível data do julgamento não foi divulgada.

A agência de notícias Associated Press divulgou que Faur já era processado na Romênia por cometer crimes de informática. Ele será levado a Los Angeles, onde será julgado pelos ataques a instituições norte-americanas.

Algumas das máquinas invadidas estavam no Centro Espacial Goddard (em Greenbelt), no Laboratório de Propulsão de Jatos (em Pasadena), no Laboratório Nacional Sandia (em Albuquerque) e no Observatório Nacional (em Washington).

Segundo o governo dos EUA, o romeno era líder do grupo de piratas virtuais WhiteHat Team, que tinha como principal objetivo invadir as máquinas localizadas nos Estados Unidos, por serem consideradas as mais seguras do mundo. Depois de controlar esses computadores, Faur programava os sistemas para funcionar como salas de bate-papo, onde podia conversar com outros membros de sua equipe.

O pirata também procurava senhas para que ele e seus colegas pudessem ganhar acesso não-autorizado a outros computadores.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
153