DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Gilberto faz palestra na Florida International University de Miami

Em tourné de duas semanas nos Estados Unidos o ministro da Cultura Gilberto Gil palestrou na tarde de sexta-feira, 30 de março, na Florida International University de Miami.

Gil falou da infância de família negra, de classe média e excessão no Brasil. Filho de pai médico e mãe professora primária, cursou o primário com a avó em casa dela numa pequena cidade do interior da Bahia.

Incentivado à música pelos pais, seu primeiro curso foi numa escola de harmônica. Mudou-se para Salvador para cursar o ginásio. Aos 17 anos pediu aos pais o dinheiro para comprar um violão. Foi à Mesbla de Salvador e saiu de lá com as cordas que impulsionaríam a vontade de compor e o tornaríam famoso.

Sua música, segundo ele, teve influência de muita coisa, de estilos como Wagner, Beethoven e clássicos que a mãe gostava de ouvir aos finais de semana. Teve influência dos músicos brasileiros, das orquestras das rádios, do jazz americano, da turma do Caetano, Bethania, Gal, Rita Lee e centenas.

Respondeu perguntas. Deu seu ponto-de-vista sobre a falta de suporte para a Educação no Brasil e falou de seu trabalho à frente do Ministério da Cultura.

“Um país de dimensões como o nosso tem 0.6% do orçamento para a Cultura. Começou com 0.3%. O presidente Lula promete chegar a 1%”.

Pela primeira vez na história e nesses seus cinco anos de ministério, o Brasil tem um programa com os índios do nordeste e norte do país, os “Hot Spots Culturais”.

Gil entende a Cultura como as manifestações existentes nos bairros, nas danças de ruas, nas festas populares, nas tradições e artesanias, e não apenas nos clássicos das artes. Cultura influencia tendências, principalmente pelo poder da TV, da música, do cinema, das artes interativas digitais. A cultura de massa é onde Gil coloca muita atenção.

A professora Augusta Vono esteve à frente da iniciativa do Departamento de Línguas do Centro de Estudos Latinos e Caribenhos que levou o ministro à universidade com o apoio de Jõao Almino, cônsul geral do Brasil em Miami e o suporte da TAM linhas aéreas.

A Florida International University possui dois campi no sul da Flórida que atendem a 38 mil alunos matriculados. Dos 1000 professores em regime de tempo de dedicação integral a FIU, 95% possuem doutorado.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
153