DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Garoto de 10 anos é a vítima mais jovem da crise de opiáceos na Flórida

Alton Banks pode ser a vítima mais nova da crise de opiáceos na Flórida. Foto: Facebook.

A polícia de Miami acredita que o garoto Alton Banks, de 10 anos, de alguma forma ingeriu o potente analgésico fentanil, uma droga ilegal que junto com a heroína tem matado muitas pessoas no sul da Flórida e em todo o país.

O garoto é apontado como a vítima mais jovem da ingestão fatal de drogas sintéticas no estado. A investigação sobre o caso está sendo feita pela polícia de Miami com o apoio do Miami Fire-Rescue e de autoridades da cidade, que pedem ajuda à população para esclarecer a morte do garoto ocorrida no dia 23 de junho. A polícia concentra em saber o que aconteceu no caminho entre a piscina do Gibson Park, em Overtown, até a casa do garoto, a poucos quarteirões.

Os detetives não têm evidências que sugerem que Alton tenha entrado em contato com drogas em sua casa. O menino vomitou pouco depois de chegar em casa e mais tarde foi encontrado inconsciente. Pouco depois das 9 da noite, a família chamou o resgate e o garoto foi levado para o Jackson Memorial Hospital, onde foi declarado morto.

Um relatório preliminar de toxicologia concluído na semana passada mostrou que uma mistura de fentanil e heroína pode ter matado o menino, tornando-o a vítima mais jovem da crise de opiáceos na Flórida.

Os detetives acreditam que Alton pode ter ingerido involuntariamente a droga – mas exatamente como ele o fez permanece um mistério. Em conferência de imprensa na última quinta-feira, 20, o chefe de polícia Rodolfo Llanes disse que a investigação se concentra em encontrar alguém que tenha visto o menino no intervalo de tempo entre o clube e sua casa.

A morte do garoto ocorre em meio a uma crise de opióides que tem causado vítimas por todo o país, com centenas de usuários de drogas do sul da Flórida, que sofreram uma overdose fatal nos últimos anos. O fentanil ilegal e alguns de seus primos sintéticos podem ser tão poderosos que apenas um speck – respirado, bufado ou injetado – pode matar.

Overtown, que é conhecida em toda a Flórida como uma zona forte em vendas de heroína e fentanil, e com a maioria dos casos de overdose nas ruas.

Parlamentares da Flórida aprovaram uma lei este ano que possibilita a acusar traficantes de assassinato em caso de morte por dose de fentanil ou drogas misturadas com fentanil, porém, a nova lei só entrará em vigor em 1º de outubro.

Com informações do Miami Herald.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Tags: ,,,

Gazeta News
Gazeta News
153