DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Furacão Ofélia ameaça Costa Leste dos EUA

As chuvas da periferia do furacão Ofélia se aproximaram na segunda-feira do litoral atlântico do sul dos Estados Unidos, obrigando à retirada parcial da população das ilhas Outer Banks, na costa da Carolina do Norte.

“Fortes chuvas associadas ao Ofélia podem começar a afetar as áreas costeiras do nordeste da Carolina do Sul e do sudeste da Carolina do Norte nesta noite ou na terça-feira”, disse alerta emitido pelo Centro Nacional de Furacões, em Miami.

O Ofélia é o primeiro furacão a ameaçar os Estados Unidos desde que o Katrina devastou a costa da Louisiana e do Mississippi, há duas semanas. Às 5h (6h em Brasília), ele estava 464 quilômetros a sul-sudoeste de Cabo Hatteras, na Carolina do Norte.

O furacão avança para oeste a cerca de cinco quilômetros por hora, e espera-se uma guinada gradual para noroeste nas próximas 24 horas. O centro pode passar sobre a costa da Carolina do Norte ou perto dela na quarta-feira.

Os ventos regulares do Ofélia, que no domingo eram de 136 quilômetros por hora, caíram agora para 120 quilômetros por hora. A tempestade não deve ganhar muita força nas próximas 24 horas, segundo os meteorologistas de Miami.

O governador da Carolina do Norte, Mike Easley, decretou estado de emergência e colocou 200 agentes da Guarda Nacional em prontidão.

– Basicamente, estamos apenas monitorando a tempestade. Se ela vier na nossa direção, sentimos que estamos prontos – disse no domingo Everett Clendenin, porta-voz do Centro de Gerenciamento de Emergências da Carolina do Norte.

As autoridades locais determinaram que três mil turistas e 800 moradores abandonassem a ilha de Ocracoke, que é muito baixa e só acessível por barco e avião. Depois de retirar as pessoas da ilha, o serviço de balsas será interrompido na segunda-feira à tarde. A ilha pode ser inundada.

Mais de cem mil turistas e moradores estavam nas ilhas Outer Banks em Dare e Currituck, dois outros condados da Carolina do Norte. As autoridades locais vão decidir na segunda-feira se será necessário desocupar essas ilhas, que são ligadas ao continente por estradas e pontes.

Também há um alerta em vigor na área que vai de praia Edisto, na Carolina do Sul, ao cabo Lookout, na Carolina do Norte. Os meteorologistas dizem que essas áreas podem ser atingidas nas próximas 36 horas.

O Ofélia é um furacão de categoria 1 na escala Saffir-Simpson, que vai até 5. Isso significa que ele pode vir acompanhado de ondas de entre 1 e 1,5 metros, inundando áreas costeiras, danificando atracadouros e destruindo árvores e trailers, embora dificilmente cause danos estruturais.

O furacão Katrina era muito mais violento, na categoria 4, quando chegou ao litoral americano do golfo do México.

O Ofélia já provocou rajadas de vento e ondas de até dois metros em parte da Carolina do Norte no domingo, provocando o assoreamento de praias e perigosas correntes.

Na cidade de Salvo, na ilha de Hatteras, Betz Mullen guardava os móveis do jardim e cozinhava seus mantimentos, prevendo que faltaria luz. Mullen, que vive nas ilhas Outer Banks há mais de 30 anos, disse que iria ficar ali, apesar de ter visto pela TV os danos catastróficos do Katrina.

– O Ofelia é categoria 1. Já vi furacões das categorias 1 e 2 antes. Não vou sair por causa de uma tempestade da categoria 1 ou 2 – afirmou ela.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
164